Como fazer seu imposto de renda para 2020 | 4 Mãos

Empreendedores

Como fazer seu imposto de renda para 2020

Avatar

Victor Pacheco

|

19/03/2020

|

11 min de leitura

|

Voltar

Empreendedor preparando imposto de renda
11 min de leitura

Com um novo ano (e uma nova década), chega o momento que tantas pessoas temem: declarar o imposto de renda. Conhecido por ser um processo um tanto burocrático, quem possui rendimentos acima do valor estabelecido pela Receita Federal precisa entregar a conhecida declaração.

Assim, depois que tudo estiver entregue, esse órgão do governo vai decidir se você precisa receber de volta o valor de um tributo que pagou injustamente.  Mas o reverso também pode acontecer: pode ser necessário que você tenha que desembolsar algum dinheiro por imposto que não pagou.

Tem dúvidas sobre como fazer sua declaração de imposto de renda em 2020? Reunimos neste artigo tudo o que você precisa saber para ficar longe de problemas. Boa leitura!

Para começo de conversa: o que é Imposto de Renda?

Sendo uma obrigação que abrange todas as pessoas que tiveram ganhos acima do valor definido pelo governo, essa é uma forma dos órgãos controlarem o pagamento de impostos em nosso país.

Caso tenha atingido os valores pré-estabelecidos, o indivíduo precisa então apresentar um documento para a Receita Federal, como uma forma de informar sua renda no ano que se passou.

Tenha em mente que: caso a soma da renda da pessoa física (portadora de um CPF) tenha sido acima de R$ 28.559,70, que se dividido por 12 (meses do ano), resulta em uma média de R$ 2.379,98, vai precisar preparar um documento e entregar para a Receita Federal.

Para que não ocorram problemas, a palavra-chave desse processo é organização. Além de claro, não deixar de pagar nenhum imposto, de nada vai adiantar se você não conseguir comprovar esse bom trabalho. Prazos também não devem ser perdidos.

E qual a data final para entrega da declaração de imposto de renda 2020?

Como qualquer ação do governo, há um tempo para que todas as pessoas se organizem e consigam fazer este importante documento dentro do período de aceitação da declaração de imposto de renda 2020.

Geralmente é fácil ficar sabendo das datas iniciais e finais, pois muitos veículos de notícias e até mesmo a plataforma 4 Mãos está divulgando esse período importante para todas as pessoas físicas.

Como padrão em todo ano, o período entre o primeiro dia útil de fevereiro e o último dia último dia de abril é escolhido pela Receita Federal para que as pessoas possam entregar a declaração.

Então, neste ano, todas as pessoas precisam declarar a renda entre os dias 03 de fevereiro e 30 de abril. Esse prazo é válido até às 23:59 desse dia, mas não deixe nada para a última hora!

Atualização: devido à pandemia do Coronavírus, o Governo Federal decidiu prorrogar a data de entrega da Declaração de Imposto de Renda até o dia 30 de junho. Havendo dúvidas, não deixe de entrar em contato com nosso time de atendimento.

4-maos-cta-3

A data de entrega muda para pessoa jurídica?

As pessoas jurídicas precisam separar o primeiro trimestre do ano para se dedicarem a elaborar a declaração, possuindo um tempo maior para que tudo seja feito. Mas nada impede de você, caso seja pessoa física, de já preparar sua declaração assim que um novo ano chegar.

Como dissemos anteriormente, organização e atenção para que nada fique para trás e você tenha que pagar uma multa devido a erros são duas coisas essenciais. Com isso em mente, dificilmente você vai ter problemas com a Receita Federal e sua declaração de imposto de renda 2020.

Documentos necessários

Ainda falando sobre organização, é neste momento em que todos os dados (o que obviamente incluem os rendimentos) são reunidos para que em seguida a declaração de imposto de renda 2020 possa “tomar forma”. Nenhum dado deve ser omitido ou alterado com a intenção do pagamento de menos impostos, então atente-se a isso.

Caso você tenha optado por terceirizar a elaboração da declaração de imposto de renda 2020, acompanhe esse processo de perto e revise o documento antes de enviá-lo para a Receita Federal. Veja abaixo uma lista do que você precisa ter agrupado e organizado.

  • A última declaração de Imposto de Renda feita (caso seja a primeira vez que está entregando isso, vai ser preciso informar o seu número de título eleitoral);
  • Informe de rendimento como empregador (dono de empresa) ou socio do negócio na qual você é dono (independente da porcentagem que possui);
  • Informe de rendimento dos bancos que você é cliente, onde dados como: saldo em conta no dia 31 de dezembro, rendimentos isentos e não tributáveis em todo o ano, rendimentos sujeitos à tributação exclusiva/definitiva e saldo de aplicações precisam estar neste documento;
  • Ficha de bens de direito (todos os bens materiais que uma pessoa possui em seu nome, como por exemplo carros, imóveis e aplicações financeiras);
  • Comprovantes de planos de saúde ou quaisquer outras despesas médicas, como por exemplo odontologia. Gastos com educações e doações também entram nesse documento.

Pode acontecer de mais documentos serem solicitados, como por exemplo guias de pagamentos de INSS para empregadas domésticas, ganhos decorrentes de alguma ação judicial, novos dependentes e até mesmo notas fiscais para pessoas que são autônomos.

Havendo dúvidas sobre quais valores e ganhos precisam ser considerados na hora de elaborar a declaração do imposto de renda em 2020, sempre consulte um especialista, como por exemplo um escritório de Contabilidade especialista em assuntos fiscais.

Restituição de Imposto de Renda 2020: como ela funciona?

Sendo amada por todas as pessoas que precisam entregar a declaração de imposto de renda para a Receita Federal, a restituição é o valor que uma pessoa recebe de acordo com os impostos pagos no ano anterior. Funciona dessa forma: depois que a entrega é feita, uma análise no documento acontece, como uma espécie de revisão.

Caso este órgão ateste que a pessoa física possui um dinheiro para receber, o valor então é entregue até o mês de dezembro do ano que a declaração foi entregue. Para saber se você possui algum valor para receber, o portal da própria Receita Federal permite que uma consulta seja feita.

Também pode acontecer justamente o contrário: é possível que uma pessoa física tenha que pagar algum valor adicional, já que uma grande revisão será feita em todos os rendimentos. O que implica diretamente nos impostos.

Confira neste link quais foram as datas em anos anteriores e programa-se para realizar a consulta.

E se o Imposto de Renda não for pago?

Independente de sua declaração ser de pessoa física ou jurídica, é muito importante que você sempre pague o Imposto de Renda caso necessário. Como dissemos anteriormente, pode realmente acontecer de menos tributos terem sido pagos, mas o essencial mesmo é não perder a data para pagar o valor exigido pela Receita Federal para não ter complicações em seu documento.

Como seu CPF ou CNPJ está diretamente ligado à declaração entregue, podem acontecer bloqueios que complicam futuras transações no futuro, como por exemplo a solicitação de empréstimo ou cartão de crédito, isso falando de uma pessoa física.

A emissão de passaporte também fica impossível se o CPF estiver irregular, assim como a mesma pessoa não consegue participar de concursos públicos. Problemas em movimentações bancárias também podem vir a acontecer.

O dono do CNPJ também pode ter problemas com a Receita Federal caso não pague o Imposto de Renda necessário, onde ações como bloqueio de crédito e até fechamento de novos negócios que podem impactar negativamente o lucro do empreendimento.

Impostos de renda pessoa física

Um pouco diferente do tema deste artigo, o imposto de renda de pessoa física também é um tributo obrigatório, mas é aplicável apenas para quem tem empresa aberta, ou seja, um CNPJ para chamar de seu.

Diretamente ligado aos lucros que um empreendimento ganha em um ano, a forma como todos os ganhos são declarados muda um pouco: os empresários pagam este tributo pelo DARF, Documento de Arrecadação de Receitas Federais.

Esse documento é sempre emitido por um contador, onde o mesmo acessa um sistema do Ministério da Fazenda e Receita Federal. As datas também mudam: os pagamentos são feitos de forma trimestral, sempre no último dia desse período (30 ou 31).

Pagamentos feitos de forma anual também são possíveis, mas apenas para empresas que estão enquadradas no regime tributário chamado Lucro Real. Podem acontecer custos adicionais nesse tipo de declaração de imposto de renda, mas é importante que a tabela-base seja seguida para não acontecerem problemas.

Como declaro imposto de Renda em 2020?

Depois de um ano ter passado, é hora de organizar todos os documentos para que a elaboração da declaração de imposto de renda comece a ser elaborada.

A própria Receita Federal disponibiliza um software para que todas as pessoas consigam fazer seu próprio documento, mas podem haver problemas nesse processo.

A ajuda de um contador pode ser realmente de grande ajuda, já que geralmente esses profissionais possuem grande conhecimento para cuidar de demandas fiscais. O preço para essa tarefa ser executada pode variar bastante, mas geralmente não custa mais de que R$ 200,00.

Caso tenha optado por fazer a declaração do imposto de renda em 2020 por conta própria, há um pequeno tutorial elaborado pela própria Receita Federal que permite uma fácil elaboração. Acesse-o clicando neste link! Apesar de ser do ano de 2012, ele ainda é válido.

É realmente necessário declarar o Imposto de Renda?

Como é uma forma de estar em dia com o governo e até mesmo receber um dinheiro devido a um pagamento de tributos que não deveria ter acontecido, é essencial que todas as pessoas que estão com ganhos dentro do limite estabelecido declarem Imposto de Renda.

Mais do que provar que está em dia sobre o pagamento de tributos, a declaração de imposto de renda 2020 pode ser útil para diversas transações, já que é aceita em diversos bancos. Falando sobre a restituição, pode ser até que você tenha algum valor a receber. Por mais que seja pouco, como por exemplo R$ 100,00, é algo que é seu por direito!

Sendo assim não deixe de fazer sua declaração, ela pode lhe ajudar a ficar dentro da legalidade. Futuras transações também ficam mais fáceis, como por exemplo a emissão de passaporte ou até mesmo evitar complicações em um CNPJ.

Como um contador pode ajudar na elaboração da declaração de imposto de renda?

Contar com a ajuda de um profissional contábil pode realmente otimizar muitos processos, sendo um deles a elaboração do documento que deve ser enviado para a Receita Federal.

Como possuem habilidades para fazer isso de forma simples e sem muitos problemas, esses profissionais podem resolver esta demanda sem problema. Caso opte por isso, o trabalho da pessoa física fica muito mais fácil.

Isso porque só vai precisar entregar os documentos para o contador e em seguida aguardar que a declaração seja feita. Com isso, a chance de erros diminui drasticamente, e na verdade, eles nem acontecem.

Se você acha que o preço cobrado por isso é muito alto, esqueça disso! Hoje em dia muitos contadores não estão cobrando um preço alto, como por exemplo, no máximo R$ 200. Como essa tarefa não é muito complexa e pode ser feita em pouco tempo, é simples resolver esse problema se você estiver com dificuldades na declaração de imposto de renda.

Empreendedores que usaram a plataforma 4 Mãos

Saiba como a plataforma 4 Mãos pode lhe ajudar a encontrar um contador para desenvolver seu imposto de renda

Criada para ajudar diversas pessoas a se conectarem com contadores, nós podemos ajudar você a entregar uma declaração assertiva de imposto de renda para a Receita Federal. Com foco em conexão, nossa plataforma funciona dessa forma:

  • Uma pessoa solicita um orçamento de serviço contábil podendo esse ser a emissão de uma Declaração de Imposto de renda, abertura de empresa ou troca de contador. Isso sem pagar nada para a plataforma;
  • Em seguida, cadastramos a demanda em nossa plataforma e até 4 contadores entram em contato para enviar orçamentos sobre o serviço solicitado. Em seguida depende apenas da pessoa que está com a demanda contábil;
  • Depois de receber todos os contatos dos contadores, quem entrou em contato com nossa plataforma decide qual a melhor opção e ambos fecham uma parceria de sucesso.

Entendeu como isso é feito? É simples, rápido e gratuito para quem solicita os orçamentos. Tem algum serviço contábil que precisa ser resolvido? Converse com nosso time de atendimento! Prometemos que vai valer a pena.

Gostou do conteúdo acima? Já está preparando os documentos para sua declaração de imposto de renda 2020? Siga a 4 Mãos nas redes sociais e receba mais conteúdo de qualidade. Estamos no Facebook, Instagram e LinkedIn.

Avatar

Escrito por

Victor Pacheco

Redator da Plataforma 4 Mãos, formado em Jornalismo com amplo conhecimento em produção de conteúdo para a Web.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NÓS ENCONTRAMOS OS CONTADORES MAIS ADEQUADOS DE ACORDO COM SUA NECESSIDADE

Para trocar de contador ou abrir empresa, basta relatar sua necessidade e nós te conectamos com até 4 orçamentos gratuitamente

Encontrar meu contador agora