Empreendedores

Marketplace: Entenda melhor suas vantagens e desvantagens e conheça algumas opções no mercado

Victor Pacheco

|

25/05/2021

|

6 min de leitura

|

Voltar

sociedade limitada unipessoal
6 min de leitura

Uma opção ainda pouco explorada por varejistas e atacadistas é o marketplace. 

De início, muitos empreendedores rapidamente optam por abrir seus próprios e-commerces, um site ou uma página das redes sociais, mas poucos sabem ou se lembram da existência do modelo de marketplace. 

O que é uma pena, já que o marketplace explora um potencial de vendas para o varejo tradicional e diminuição de custos inimaginável. 

Você sabia que em 2020 o marketplace cresceu cerca de 11% a mais que o e-commerce, com 73,2 bilhões em vendas? 

Nós podemos notar pelos grandes nomes do Mercado como Mercado Livre, Amazon, Americanas e Magazine Luiza, por exemplo. 

Porém, apesar do crescimento, ¼ dos consumidores não sabe o que é um marketplace, o que é um número alto. Talvez, você que chegou até aqui não saiba exatamente o que é e nem suas vantagens. 

Para isso escrevemos este artigo, oferecendo todas as informações que você precisa saber sobre o assunto. Acompanhe! 

Primeiramente, o que é marketplace? 

Basicamente, o marketplace é como um grande shopping virtual no qual varejistas criam suas lojas e expõem seus produtos. 

É um portal colaborativo onde empresas divulgam seus produtos e o consumidor pode escolher os que mais lhe agradam, dando ao cliente a possibilidade de acesso a ofertas de centenas de empresas em um único lugar. 

É uma terminologia de mercado relativamente nova no Brasil, tendo ganhado espaço principalmente em 2012, com esse grande diferencial de o consumidor ter essa espécie de catálogo com inúmeros produtos e vendedores em um único site. 

Como funciona na prática? Qualquer empresa pode participar? 

Não há grandes segredos para o funcionamento de um marketplace. As empresas podem se cadastrar de forma fácil e até mesmo gratuitamente. 

Geralmente, é necessário que a empresa atenda aos seguintes requisitos para se cadastrar: 

  • Ter um CNPJ (que pode ser MEI, com um CNAE que permita atuar no varejo);
  • Não ter restrições no CNPJ;
  • CNAE para varejo. Você pode buscar o CNAE apropriado no site da Comissão Nacional de Classificação (CONCLA), na divisão 47;
  • Estar apto para emitir notas fiscais;
  • Ter um capital social mínimo de R$ 1.000,00;
  • Conta corrente CNPJ. 

Após o cadastro a empresa criará sua loja e poderá divulgar seus produtos, sendo possível para o usuário acessá-los através do seu histórico de busca. 

A forma de captação de um serviço de marketplace geralmente acontece por comissão e, muitas vezes, a empresa responsável pela gestão do marketplace também se responsabiliza pela intermediação de pagamento e frete, por exemplo.

Ou seja, há a possibilidade de uma loja não pagar nada para se cadastrar, porém sendo necessário pagar uma comissão de acordo com a quantidade de vendas realizadas. 

Fique atento às regras, cada marketplace possui sua forma de administração diferente, leia atentamente cada cláusula do contrato antes de finalizar o cadastro e começar suas vendas. 

Marketplace

O sucesso dos marketplaces em meio à pandemia

Se o ano de 2020 foi recessão na economia para as atividades presenciais, tenha toda certeza de que isso não aconteceu no e-commerce. Isso porque muitas pessoas fizeram sua primeira compra virtual em 2020. Segundo um balanço do ano passado, este mercado foi responsável por 78% de faturamento do e-commerce e como esperado, fechou 2020 em alta.

Este resultado foi o maior em 20 anos e é esperado que as pessoas que fizeram sua primeira compra, então voltem a adquirir novos produtos e/ou serviços por meio da internet. E se você está pensando em começar a vender na internet, saiba que este mercado é uma ótima forma de vender para pessoas de todo o Brasil.

Quais são as vantagens e desvantagens do marketplace? 

O marketplace traz benefícios para todos os participantes: o consumidor, o lojista e o operador da plataforma. 

Para o lojista, os maiores benefícios estão na praticidade para abrir uma loja virtual, logística e diminuição de custos. 

Confira aqui os benefícios completos: 

  • Baixo investimento: já que não é necessário para o lojista criar um site, gastar com suporte, programação, marketing, etc. Isso porque a maioria dos portais possuem seu próprio plano de mídia ativo e sua estrutura pronta para pagamento e envio de mercadorias. 
  • Alta visibilidade: os marketplaces tem um alto número de visitas e, consequentemente, isso também beneficiará sua empresa, diminuindo a necessidade de investimentos e tempo em divulgação. Com um e-commece, uma loja pode precisar investir cerca de 15 a 20% em marketing, o que com o marketplace é reduzido. 
  • Aumento das vendas e maior retorno: empresas que fazem anúncios em marketplace tem 60% de seu faturamento e vendas vindo desses portais. E o melhor! Com retorno rápido. Muitas lojas que fazem promoções em um marketplace conseguem esgotar seus estoques em até 24 horas. 

Porém, como nem tudo são flores, o marketplace também tem suas desvantagens. Sendo as principais delas a dependência da loja em relação ao marketplace, a falta de controle e a alta comissão por vendas. 

Marketplaces de sucesso no Mercado

Se você está pronto para começar a decolar suas vendas através desse modelo de Mercado, confira aqui alguns grandes marketplaces que você pode optar: 

  • Amazon: uma gigante fundada em 1994 que atua até hoje e trabalha com produtos em todo o mundo. 
  • Americanas: com custo inicial zero e com a chance de aproveitar da grande visibilidade que a empresa proporciona e segurança contra invasões e fraudes. 
  • Magazine Luíza: é um dos maiores players brasileiros com mais de 35 milhões de acessos, com uma plataforma intuitiva e excelente experiência de compra, além de suporte especializado para os vendedores. 
  • Facily: um app super intuitivo que traz uma plataforma social que permite compras em grupo de produtos como eletrônicos, mercado e hortifrúti, petshops e muito mais. Se você faz parte de alguns desses nichos, entre em contato pelo telefone facily e saiba mais!
  • eFácil: um marketplace que abrange uma diversa gama de produtos que vão desde bebidas à eletrônicos, eletromésticos e utilidades domésticas. A plataforma também é muito intuitiva e tem de tudo, inclusive com muitas promoções. Se você é varejista e deseja uma plataforma fácil de se cadastrar e com boa visibilidade, entre em contato pelo telefone e-fácil para saber mais detalhes!

Como funciona o comissionamento em Marketplace?

Depois que seu modelo de marketplace estiver concluído, basta fechar parcerias com empresas para que a vitrine de seu shopping virtual seja concluído. Mas você deve estar se perguntando: como vou ganhar dinheiro?

No ato de acertar a parceria, tanto dono do marketplace quanto vendedor decidem isso. A inserção de um gateway de pagamento que conta a função de split é essencial.

O que é split de pagamento? Esta é a função que realiza a separação do valor das compras de um marketplace de forma automática. Isso além de deixar todo o processo mais dinâmico, evita a bitributação. Que por sinal é ilegal.

É importante entender que tanto dono do marketplace quanto empresa que irá oferecer seus produtos/serviços só irão faturar quando a compra for efetivada e essa divisão será feita de forma automática. Portanto defina isso antes mesmo de procurar por parceiros para seu marketplace!

Gostou das nossas dicas? Então não perca essa oportunidade de expandir o seu negócio!

Escrito por

Victor Pacheco

Redator da Plataforma 4 Mãos, formado em Jornalismo com amplo conhecimento em produção de conteúdo para a Web.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NÓS ENCONTRAMOS OS CONTADORES MAIS ADEQUADOS DE ACORDO COM SUA NECESSIDADE

Para trocar de contador ou abrir empresa, basta relatar sua necessidade e nós te conectamos com até 4 orçamentos gratuitamente

Encontrar um contador