Empreendedores

GPS em atraso: Veja como acertar no cálculo e regularizar!

Jorge Torrez

|

16/09/2021

|

7 min de leitura

|

Voltar

GPS em atraso
7 min de leitura

Você já ouviu falar de GPS? E GPS em atraso? Sabe o que é um GPS em atraso, sabe como realizar o cálculo correto ou  pagar GPS  atrasado? O cálculo GPS em atraso é um assunto que gera muitas dúvidas nas pessoas, seja elas autônomas, prestadoras de serviços e até mesmo os registrados pela CLT e é por esta razão que nesse conteúdo vamos te explicar tudo o que você precisa saber sobre GPS em atraso .

O que é GPS?

A sigla GPS significa Guia de Previdência Social, o GPS é um documento de extrema importância porque é através dele que é possível levantar os valores das contribuições previdenciárias dos trabalhadores e tem informações para que o trabalhador possa se aposentar no futuro. 

O GPS pode ser emitido pelas empresas, pelos contribuintes individuais e pelos facultativos.

Vale dizer aqui que o GPS não é utilizado para o pagamento de previdência dos empregados domésticos, pois nos caso dos empregados domésticos é utilizado o DAE que é o documento de Arrecadação do eSocial.

Cálculo da GPS: o que é e por que fazer?

Como explicamos o cálculo GPS é a Guia de Previdência Social,  e ele deve ser feito mensalmente para que através dele as contribuições sociais sejam recolhidas e encaminhadas para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

O cálculo do GPS é feito a partir do valor bruto total do salário em folha, considerando os descontos e os benefícios. Deve-se considerar também os atrasos, faltas sem atestados ou justificativas, vale transporte entre outros benefícios, pois na hora de calcular a Guia de Previdência Social esses pontos fazem diferença.

Os profissionais que estão em dia com a sua contribuição têm direito a receber benefícios como:

  • Auxílios financeiros em caso de acidentes e doenças;
  • Licença;
  • 13º salário;
  • Auxílio maternidade
  • Férias remuneradas;
  • Aposentadorias por tempo de contribuição, por idade ou invalidez;
  • Pensão em caso de morte.

Gps recalculada: valor mínimo 

Para GPS recalcula o valor mínimo é de dez reais, para a contribuição, já o limite do valor para os pagamentos em casas lotéricas é de mil reais. 

Como calcular GPS em atraso: Passo a passo

Para calcular o GPS será preciso buscar um meio de se conectar com o INSS, seja pelo telefone da central do INSS 135 onde você deve seguir as instruções que serão dadas ou  se preferir também pode ser feito pelo site da receita Federal onde os passos para realizar o cálculo do GPS em atraso são:

1 Acesse o site da Receita Federal e procure a função em que está escrito ”Emissão de GPS para contribuintes individuais e para empresas e órgãos públicos” após encontrar clique nele e é hora do próximo passo.

2 Nesse segundo passo você deve selecionar o módulo específico para sua empresa, como por exemplo, contribuinte antes de 29/11/1999 ou contribuinte depois de 29/11/1999. 

3 Insira o número de NIT, PIS ou PASEP. 

4 Na próxima página serão pedidos alguns dados, preencha todos eles. 

5 Depois de seguir todos os passos e fazer todo o processo e hora de finalizar o preenchimento e clicar em “Gerar GPS”, e pronto será gerado o cálculo do seu GPS em atraso!

Como emitirGPS em atraso?

Agora vamos ver como emitir o GPS em atraso pelo site do INSS, então fique atento ao passo que deixaremos aqui para você.

  1. Acesse o site do meu INSS ;
  2. Após acessar o site você deverá escolher a opção “emitir guia de pagamento (GPS)”;
  3. Ao clicar em emitir guia de pagamento GPS você será redirecionado diretamente para a página de cálculo ( o sistema de acréscimos legais da receita federal);
  4. Na próxima página é preciso escolher o tipo de contribuinte se é contribuinte individual,  doméstico, facultativo ou segurado especial;
  5. Insira o número do NIT, PIS ou PASEP no lugar indicado;
  6. Você será redirecionado a uma página onde você deverá informar a data do pagamento em atraso,  o salário de contribuição e selecionar o código de pagamento do contribuinte;
  7. De entre e então clique em gerar GPS em atraso, assim aparecerá para você o boleto do seu GPS em atraso.

GPS em atraso

Os casos que não precisam comprovar atividades 

Nas seguintes situações não será necessário comprovar atividades como, atraso menor que cinco anos e já se encontrava cadastrado no INSS, pois será considerada a atividade cadastrada e será feito a atualização. 

Os casos que precisam ser comprovadas as atividades 

Para serem necessárias as comprovações das atividades é preciso que o tempo esteja excedendo cinco anos, inferior a cinco anos, porém nunca pagou INSS como contribuinte. 

GPS em atraso para os autônomos

Os autônomos também devem ficar atentos para que o GPS não fique atrasado esses Profissionais também devem ser cadastrados como contribuinte individual no INSS.

Caso a pessoa autônoma deixe o GPS em atraso ela deve seguir o passo a passo que deixamos aqui para emitir a nota do GPS em atraso  e ficar em dia para evitar problemas futuros.

GPS em atraso para as empresas

Quando um trabalhador exerce sua função em uma empresa  que o contrata em regime CLT, é obrigação da empresa/empregador fazer o desconto diretamente na folha de pagamento do trabalhador e isso deve ser feito dentro do prazo determinado para evitar qualquer tipo de complicação tanto para a empresa quanto para o empregado/funcionário.

Quais são as categorias de contribuintes da GPS?

Para você entender melhor, vamos deixar aqui a categoria dos contribuintes da GPS que são individual, facultativo, empregado.

Contribuinte individual: É aquele que exerce uma atividade remunerada Como usar autônomos prestadores de serviços ou empresa de forma eventual sem vínculo empregatício.

Contribuinte facultativo: Já os contribuintes facultativos são as pessoas que não exercem uma atividade remunerada onde os pagamentos são realizados para que eles mantenham a filiação com o INSS para fins previdenciários onde eles não são obrigados a pagar para o INSS, mas optam pelo pagamento para ter seus direitos e determinados benefícios.

Empregado: os empregados são os trabalhadores com a CLT assinada eles possuem vínculo empregatício e prestam serviços para as empresas e mensalmente no seu holerite a empresa efetua a contribuição através do GPS que é emitida pela receita federal.

Como preencher a Guia da Previdência Social: campo a campo

Para facilitar vamos deixar aqui em ordem numérica o que deve ser colocado em cada campo.

Campo 1:  nome do contribuinte  sua razão social, endereço e telefone de contato;

Campo 2: O campo 2 não deve ser preenchido (quem preencher esse campo será o INSS);

Campo 3: Código de pagamento deve ser preenchido de acordo com a situação de sua empresa;

Campo 4: Mês e ano da competência Se a folha de pagamento é de março e a GPS será paga em abril e assim por diante (a competência deve ser mês/ano, já no caso do 13°, deve ser utilizado o código de competência 13/XXXX);

Campo 5: Número de identificação do contribuinte, esse número é a matrícula no INSS;

Campo 6: o valor do INSS deve ser preenchido com os valores calculados considerando eventuais deduções;

Campo 7: Não precisa preencher;

Campos 8: Não precisa preencher também;

Campo 9: Valores a serem recolhidos para outras entidades. Nesse campo é importante consultar um contador para saber se sua empresa precisa recolher esses valores, caso você não tenha um contador procure um escritório de contabilidade para te auxiliar esse campo;

Campo 10: atualização de juros e multa ( isso vale somente para recolhimentos em atraso);

Campo 11: valores totais a serem recolhidos.

Contador é essencial para o cálculo da GPS em atraso

Como mostramos aqui existem vários passos e vários campos a serem preenchidos para calcular o GPS em atraso, caso você não consiga ou tenha dúvida contratar um contador pode te ajudar a fazer o cálculo do seu GPS em atraso.

Aqui em 4 mãos você pode encontrar o melhor contador para te ajudar nesse assunto, então visite o nosso site e faça o seu cadastro e receba até 4 orçamentos gratuitos dos nossos contadores.

COMPARTILHE
Compartilhe no Facebook Compartilhe no LinkedIn Compartilhe no WhatsApp

Escrito por

Jorge Torrez

Especialista em pequenos e médios negócios com profundo conhecimento em Marketing Digital. Formado em Administração e MBA em Marketing Digital pela FGV.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NÓS ENCONTRAMOS OS CONTADORES MAIS ADEQUADOS DE ACORDO COM SUA NECESSIDADE

Para trocar de contador ou abrir empresa, basta relatar sua necessidade e nós te conectamos com até 4 orçamentos gratuitamente

Encontrar um contador

Nome fantasia: 4MÃOS. RAZÃO SOCIAL: PUBLIC ONLINE MARKETING DIGITAL LTDA, com sede na R. Ambrosina do Carmo Buonaguide, 250 – Centro - SP, 07700-135, CNPJ 13.202.412/0001-56.