CNPJ para médicos: saiba como funciona a emissão desse documento

Novos Négocios

CNPJ para médicos: saiba como funciona a emissão desse documento

4 mãos

|

19/03/2020

|

4 min de leitura

|

Voltar

Profissional procurando como é feita a emissão de CNPJ para médicos

Sendo uma das etapas para que uma pessoa formada em medicina consiga abrir uma empresa, hoje em dia há muitas dúvidas sobre a emissão de CNPJ para médicos. E você, que está lendo esse texto, sabe como fazer isso? Por onde começar? Como realizar uma gestão sem erros que comprometam o escritório?

Pensando em acabar com todas essas e demais dúvidas, reunimos as principais informações sobre esse processo. Quando finalizar este artigo, vai ser possível abrir uma clínica médica sem muita burocracia. Boa leitura!

Tributação para clínicas médicas

Como todo e qualquer negócio, para abrir uma clínica médica é necessário a emissão de um CNPJ para o local funcionar sem muitos problemas. Mas há certa mudança quanto à tributação para clínicas.

Devido aos profissionais de medicina atuarem necessariamente como Pessoa Jurídica, hoje em dia a tributação é feita de acordo com o Imposto de renda, podendo atingir 27.5% de acordo com o faturamento. A declaração entregue para a Receita Federal também é um pouco diferente daquela entregue pelas pessoas físicas.

CNPJ para médicos
Tributação para médicos é um pouco diferente do que para “empresários tradicionais”

O valor de tributos também depende exclusivamente do regime tributário que uma empresa está enquadrada, onde os mais optados pelos empresários são o Lucro Presumido, Lucro Real ou Simples Nacional.

Os impostos mais frequentes para as clínicas são o Imposto de Renda Jurídico, CLSS (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido) e a COFINS (Contribuição para Financiamento da Seguridade Social).

O PIS também é validado como um imposto para as pessoas que possuem CNPJ para médicos, no caso de haver funcionários trabalhando no local. Outro imposto que precisa ser pago é o ISS, vulgo Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza.

Escolha de regime tributário é momento importante

Um dos regimes tributários mais optados por médicos é o Simples Nacional, que desde 2015, está contemplando mais modelos de negócios. Mas ainda assim é necessário estudar se essa é uma opção vantajosa, pois quem opta por trabalhar como médico pode ter que pagar entre 6% e 33% sobre o faturamento. Há também o Lucro Real, que é obrigatório para todas as companhias que possuem lucros anuais acima de R$ 78 milhões.

Falamos mais sobre todas as condições e regras de Imposto de renda para Pessoa Jurídica em nosso blog, não deixe de acessar. De todas as formas, não há para onde fugir: todas as pessoas que possuem uma clínica médica precisam desembolsar um valor considerável referente a impostos, chegando este a até 30% do faturamento.

Empreendedoras pensando em abrir empresa
Quer fugir da burocracia de emissão de CNPJ para médicos? Conte conosco!

Médico pode ser MEI?

Infelizmente, a resposta para essa pergunta é negativa. Isso porque quando o MEI foi criado, o propósito desse tipo de cadastro era justamente realizar a regularização de profissões que não exigiam grande conhecimento e tempo de estudo, como por exemplo o dono de um mini mercado.

Dessa forma, não são apenas os médicos que não podem ter MEI, mas sim uma série de outros profissionais que precisam de uma formação para trabalharem. Veja quais são:

  • Administradores;
  • Advogados;
  • Arquivistas;
  • Arquitetos;
  • Contadores;
  • Dentistas;
  • Desenvolvedores;
  • Economistas;
  • Enfermeiros;
  • Engenheiros;
  • Fisioterapeutas;
  • Jornalistas;
  • Médicos;
  • Nutricionistas;
  • Ortodontistas;
  • Personal Trainer;
  • Produtores;
  • Programadores;
  • Psicólogos;
  • Publicitários;
  • Veterinários.

Importante dizer que a criação desse cadastro para Microempreendedores Individuais também visava a formalização de pessoas que não contavam com um órgão regulamentador, como por exemplo o Conselho Federal de Medicina (no caso de médicos).

Mas é importante que você que deseja conseguir CNPJ para médicos, não se desespere. Até porque existem outras formas de abrir sua empresa sem muitos problemas. Nesse caso, é necessário optar por uma empresa Individual, EIRELI ou empresa LTDA.

Vamos falar mais sobre isso no decorrer deste artigo.

Tipos de empresa: os meios de conseguir CNPJ para médicos

Por não poder se cadastrar como MEI, os médicos precisam optar por outro tipo de empresa. Importante que você opte pelo o que melhor se adequa com o seu modelo de negócio e número de sócios. O valor de impostos também pode ser diminuído. Entenda mais sobre cada um dos tipos de empresa para médicos.

Médico pode ser empresário individual (EI)

Sendo um modelo que permite que uma empresa tenha apenas um titular (no caso, um único proprietário), esse modelo é o mais indicado para médicos que estão em começo de carreira e querem abrir seu consultório.

Como o dono responde necessariamente por todas as dívidas, transações e fechamentos de contrato de uma empresa, o mesmo também precisa se organizar e ter um bom planejamento para não perder seus bens pessoais ou de seu cônjuge (havendo comunhão de bens). Dessa forma, médico pode ser empresário individual.

Isso porque quem opta por abrir empresa individual atrela todos os seus patrimônios a uma atividade empresarial. Dessa forma, é muito importante considerar se toda as especificidades são de acordo com a empresa que será aberta, assim como um gerenciamento assertivo seja feito.

Podem acontecer erros que provocam perda de imóveis, veículos etc. Havendo dúvidas, sempre consulte um contador para não optar pelo regime tributário errado.

Especialista da 4 Mãos apta para ajudar escritório de Contabilidade para a vender mais com a ajuda da 4 Mãos

EIRELI para quem possui CNPJ para médicos

Sendo a sigla para Empresa Individual de Responsabilidade Limitada, esta é uma categoria em que uma clínica/negócio pode ter apenas um sócio, vulgo o próprio proprietário.

A EIRELI foi criada com o propósito de acabar com o conhecido sócio fictício, ação comum entre alguns que optavam em ser Sociedade Limitada; Quem escolhe abrir uma EIRELI não precisa atrelar todos os seus patrimônios ao nome de uma empresa, onde caso haja alguma dívida em aberto, o dinheiro que a empresa possui será usado.

Há exceções em casos de fraudes como sonegação de impostos, mas importante dizer que cada caso possui sua particularidade.

Muitos profissionais de medicina optam por este regime tributário por ele possuir muitas vantagens. Entretanto há uma exceção para quem quiser abrir uma EIRELI: é necessário ter um capital social mínimo de 100 salários mínimos. Obviamente que o valor que deve ser considerado deve ser é que está sendo usado como base pelo governo. Até a conclusão deste artigo, o valor vigente era de R$ 1.039.

LTDA para médicos

Nomeadas de Sociedades Limitadas, essas empresa são um pouco mais complexas do que os exemplos anteriores. Mas ainda assim, as LTDAs são a opção de muitos empresários. 

Se na Empresa Individual e EIRELI existiam apenas um sócio ou pessoa responsável pela empresa, aqui pode haver mais de um titular. As decisões que influenciam diretamente também são tomadas em conjunto, como por exemplo a entrada de um novo sócio no negócio. Ocorrendo posicionamento positivo, é necessário uma atualização do contrato social para que a legalização do empreendimento, ação que precisa ser feita perante aos órgãos públicos.

Todos os patrimônios dos sócios também não são afetados pelas dívidas e demais transações da empresa, onde neste caso, o dinheiro da sociedade (empresa) em questão é usado para que todas as obrigações sejam cumpridas e o negócio não caia na ilegalidade.

De todas as formas e independente do tipo de empresa que você optar quando for conseguir um CNPJ para médicos, sempre trabalhe com saldo positivo em relação aos tributos e demais demandas que envolvem o nome da empresa. Depois que um problema já apareceu, é difícil resolver, então fuja da burocracia.

Como abrir um consultório médico sem muitas dificuldades?

Depois que você entendeu como funciona a emissão de CNPJ para médicos e até mesmo as formas de tributação, o que acha de começar a abrir sua empresa?

Reunimos abaixo algumas orientações que podem ajudá-lo (la) neste processo. Lembrando que é obrigatório que o profissional esteja formado e registrado a um órgão regulador de seu estado (em São Paulo, existe o CREMESP).

Planeje

Como todo negócio, é muito importante organizar todas as ideias para que em seguida o planejamento saia do papel. Nesta etapa são definidos os tipos de público-alvo que serão atendidos, quantidade de dinheiro que será colocada neste projeto e tudo o que diz respeito à abertura do negócio.

É muito importante que nada seja deixado de lado e as expectativas estejam alinhadas, como por exemplo saber que o lucro só vai chegar depois de um tempo que o consultório estiver aberto.

Por ser um local que atende pessoas com enfermidade, a escolha de ramo de atividade pode ser uma etapa descartada, já que todas as clínicas/consultórios podem ser considerados prestadores de serviço.

Escolha a natureza jurídica

Utilizando os exemplos que citamos anteriormente, neste caso o titular (ou sócios) começará a atrelar o nome da empresa à uma pessoa jurídica, já que precisa decidir se a empresa em questão será a EI (Empresa Individual), EIRELI ou LTDA.

Abertura de escritório envolve muito mais do que a emissão de CNPJ para médicos

Depois de estudar cada um dos modelos e encontrar a melhor opção o médico já pode comparecer até um órgão público e dar andamento na abertura do CNPJ do consultório. Importante que todos os documentos estejam organizados para que esse processo não seja atrasado.

Compareça aos órgãos públicos para que seu consultório seja aberto

Aqui a empresa de fato começa a existir. Como não podem se cadastrar como MEI, quem precisa de um CNPJ para médicos deve comparecer a alguns locais para conseguir as devidas autorizações. Para ter um Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica, é necessário comparecer a uma unidade da Receita Federal.

Idas até a Junta Comercial e prefeitura da cidade são comuns, até porque será necessário que o profissional tenha uma inscrição municipal para trabalhar, assim como um registro de autorização de funcionamento do local, o conhecido Alvará de Funcionamento.

Realizando todos os procedimentos acima, você já vai poder ser chamado de dono de um consultório médico. Também pode ser necessário a emissão de um certificado digital, documento que garante a emissão de nota fiscal e ainda garante segurança em transações na internet.

Gestão financeira para pessoas que possuem CNPJ para médicos

Por mais que os gastos iniciais sejam traçados na etapa de planejamento, é essencial que o dono do consultório saiba cuidar de todos os lucros para que o local não tenha que fechar as portas.

Com isso em mente, é importante entender que provavelmente nos primeiros meses de atuação, o proprietário do novo consultório tenha que cuidar da gestão financeira. Momento em que diversas tarefas são executadas.

Demandas como pagamentos de funcionários e contas periódicas, assim como tributos são os que precisam de mais atenção. Isso porque se deixar esses assuntos de lado, a empresa pode ser obrigada a pagar multas, onde o caixa do local será afetado de forma negativa.

Especialistas conversando sobre gestão financeira de um escritório
Problemas financeiros podem levar ao fechamento do consultório

Como dissemos anteriormente, hoje em dia muitos escritórios de Contabilidade estão oferecendo o serviço de Consultoria financeira, onde atuam de forma positiva para que a empresa não tenha problemas relacionados a contas não pagas.

Outra funcionalidade interessante que esses escritórios oferecem é o apoio na tomada de decisão, onde os mesmos, por meio de indicadores, indicam quais as melhores ações para que um consultório cresça e fique longe de problemas financeiros e tributários.

Caso você não entenda tanto de gestão financeira e acha que pode encontrar problemas para gerenciar todo o dinheiro que vai entrar em seu negócio, não deixe de contratar uma empresa que entende do assunto! Muitos profissionais de Contabilidade já oferecem esse serviço nos planos, então uma pesquisa para estudar as opções é válida.

4-maos-cta-3

Erros em uma gestão de consultório

Caso o proprietário não realize uma gestão assertiva, pode ser preciso que o local tenha que fechar as portas. E isso vai muito além do cuidado com o dinheiro e pagamentos de obrigações! Como precisa cuidar de todos os setores para que não ocorram problemas, é muito importante que o dono realize mais do que atendimentos.

Pensando em pontuar tudo para que você não tenha problemas, reunimos os erros comuns que uma pessoa comete ao abrir um consultório. Acompanhe.

Imaginar que a secretária não possui tanta importância

Sendo o ponto de ligação entre o paciente (este que é o principal contribuinte no lucro do local), muitos profissionais acabam não dando o real valor para as pessoas que cuidam da recepção, fazem agendamentos e até mesmo ligações que podem gerar alta renda para o consultório.

Um investimento não apenas no salário, mas também em treinamentos que incentive esse tipo de profissional podem fazer total diferença, assim como a criação de um sistema de bonificação caso as metas de vendas e atendimentos sejam atingidos. De todas as formas, não trate a secretária com inferioridade e sim com a real importância que a mesma merece!

Não cuidar da agenda

Por mais que a pessoa responsável por realizar os agendamentos das consultas seja eficaz, de nada vai adiantar todo esse trabalho se o profissional de medicina não aprender a se organizar para atender todas as pessoas.

Emergências podem realmente acontecer, mas o importante nesse caso é sempre entender que caso não realize o atendimento, o valor pago pela consulta não irá entrar nos lucros.

Especialistas de medicina cuidando de agenda de atendimentos
Organização é algo que o médicos precisar ter para trabalhar sem problemas

Existem muitas ferramentas que estão ajudando diversos profissionais a serem mais produtivos, como por exemplo o Google Agenda. Esta ferramenta que permite o gerenciamento dos compromissos via smartphone ou computador.

Não traçar metas para a clínica

Essencial para que todo investimento cresça, independente de seu ramo de atuação, as metas são importantes para que o negócio não saia do caminho do sucesso. Até porque, nenhum consultório deseja ser pequeno para sempre, certo?

Por isso é importante que todos os gestores tracem objetivos e se esforcem para que os mesmos sejam alcançados, como por exemplo a quantidade de atendimentos que deseja realizar em um tempo específico. A definição de ter um lucro maior em pouco tempo também é uma meta importante, onde a secretária ou pessoa responsável por conseguir novos clientes pode ajudar.

Independente de tudo, a sinergia entre os funcionários deve ser a maior possível. Sendo essencial em qualquer local, o trabalho em equipe pode fazer que o lucro do consultório seja alcançado em tempo recorde e até mesmo as vendas maiores do que o esperado.

Não investir em Marketing

Sendo essencial para que a captação de clientes seja eficaz, hoje em dia a internet está sendo usada como verdadeira ferramenta de vendas. Isso porque além de permitir que a imagem do consultório seja bem vista, é possível investir em anúncios que ajudam na divulgação de serviços.

Clínicas de nutrição são as que mais fazem sucesso nas redes sociais devido à “cultura da boa forma”, mas hoje em dia qualquer profissional de medicina pode anunciar o local no qual é proprietário sem muito esforço, mas uma consulta de especialistas pode ser necessário.

A criação de um site próprio e adaptável para várias telas (computadores, notebooks, smartphones e tablets) também pode fazer com que o local seja visto com bons olhos pelo público-alvo, mas não se esqueça de sempre manter esse canal de atendimento atualizado!

Um blog também pode ser um diferencial diante os concorrentes, mas o mesmo precisa ser “alimentado” com uma certa periodicidade. O investimento em SEO (conjunto de técnicas para um site ficar bem colocado nos principais navegadores) pode ser considerado, mas procure saber bem sobre esse assunto ou até mesmo contratar um redator especializado no ramo da medicina.

Não realizar o uso de um software para consultórios de medicina

Hoje em dia a tecnologia já chegou ao mundo da medicina, apoiando não apenas em tratamentos. Já é possível realizar uma gestão mais tranquila e organizada para que a rotina do médico seja mais tranquila. E muitos processos podem ser otimizados!

Veja alguns:

  • Criação de banco de dados de clientes;
  • Organização de agenda para que nenhuma consulta seja perdida;
  • Prontuários organizados com todo o histórico médico dos pacientes;
  • Cópia de segurança de todos os arquivos para que nada seja perdido caso uma em algum computador aconteça.

Com isso, é possível dizer que uma economia em gastos com papel vai acontecer gradativamente, já que toda a gestão do escritório vai ser realizada de forma digital e com a ajuda da modernidade.

Deixar o planejamento tributário de lado

Sempre focado na diminuição de tributos sem realizar nenhum ato ilegal, hoje em dia o planejamento tributário é essencial para qualquer negócio, ainda mais importante para pessoas que possuem CNPJ para médicos. Isso porque os impostos pagos por esses profissionais já são extremamente altos, então se nada for feito, os gastos serão exorbitantes.

Mas desenvolver um planejamento tributário para quem possui consultórios de medicina não é uma tarefa fácil e que pode ser executada por todos. Isso porque a legislação brasileira possui diversas regras específicas e que exigem atenção para que o negócio não “saia no prejuízo”.

Dessa forma é essencial contar com a ajuda de um especialista (como um contador, por exemplo), uma vez que o mesmo possui o conhecimento necessário para que o dono de um negócio tenha uma economia no pagamento de tributos.

4-maos-cta-3
O que acha de acabar com suas dúvidas sobre contabilidade?

Contabilidade para médicos é realmente eficaz?

Pode-se dizer que hoje em dia muitos escritórios de Contabilidade estão se especializando em um mercado específico, sendo um deles o da medicina. Como você bem deve imaginar, há muitos pontos que devem ser levados em conta.

Dessa forma, contratar uma contabilidade para médicos pode ser uma ótima ação para todos os profissionais da área. Isso porque todas as demandas que envolvem serviços contábeis podem ser facilmente resolvidas por um especialista no assunto.

Quer emitir CNPJ para médicos? Contate-nos agora mesmo para saber como isso pode ficar mais fácil!

Fechamento de folha de pagamento, melhor escolha de regime tributário, pagamento de guias de impostos alterações contratuais e até mesmo uma consulta financeira podem ser facilmente feitas por um contador. Até mesmo a emissão de um CNPJ para médicos fica mais fácil se você, que está lendo este artigo, solicitar a ajuda de um contador.

Com isso em mente, não pense duas vezes e opte por um escritório de contabilidade para cuidar de seu consultório, mesmo que ele ainda não esteja aberto.

A plataforma 4 Mãos conta com diversos parceiros que pode lhe ajudar nisso. Entre em contato com nosso time de atendimento e receba até 4 orçamentos gratuitos!

Gostou do conteúdo acima e quer receber mais novidade do mundo das empresas? Tem muito mais em nossas redes sociais! Estamos no Facebook, Instagram e LinkedIn. Também não deixe de ler os outros artigos de nosso blog, onde falamos sobre diversos assuntos que podem lhe interessar.

Escrito por

4 Mãos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NÓS ENCONTRAMOS OS CONTADORES MAIS ADEQUADOS DE ACORDO COM SUA NECESSIDADE

Para trocar de contador ou abrir empresa, basta relatar sua necessidade e nós te conectamos com até 4 orçamentos gratuitamente

Encontrar meu contador agora