Como abrir seu próprio negócio: passo a passo para isso acontecer

Empreendedores

Como abrir seu próprio negócio: passo a passo para isso acontecer

Victor Pacheco

|

29/06/2020

|

15 min de leitura

|

Voltar

Quer tirar sua ideia do papel e saber como abrir seu próprio negócio? Entenda mais sobre este processo agora mesmo e torne-se empreendedor!
15 min de leitura

Entender como abrir seu próprio negócio: você pode imaginar quantas pessoas desejam realizar esse sonho? E quantas dessas realmente sabem como entrar no mundo dos empreendimentos? Muitas pessoas imaginam que sabem como se tornar empreendedoras e conseguir realizar o processo de como abrir uma empresa.

Mas infelizmente não é isso que acontece: hoje em dia a contratação de um contador é praticamente essencial para você que deseja saber como abrir seu próprio negócio. Pensando em falar mais sobre este processo, iremos abordar tudo o que você precisa fazer para ter sua própria empresa.

Lembrando que as dicas abaixo não fazem com que você descarte a contratação de um profissional de contabilidade. Com isso em mente, desejamos boa leitura!

Como abrir seu próprio negócio: primeiramente considere se sua ideia realmente deve ser tirada do papel

Você sabe que o mundo passou por uma importante mudança que afetou diversas pessoas, certo? E pode-se dizer que essas mudanças afetaram o mundo dos negócios de forma drástica. Se antes haviam segmentos que estavam fazendo sucesso, estes foram colocados de lado por um tempo indeterminado.

Então tenha isso em mente: você precisa se atentar para não acabar perdendo dinheiro  fazendo um investimento em um mercado que está em baixa. Citando exemplos práticos, pode-se dizer que, no momento que estamos vivendo atualmente, não é uma boa ideia realizar a abertura de algum empreendimento no ramo de eventos que causam aglomerações, por exemplo.

Até porque, segundo orientações médicas, o melhor a se fazer é ainda optar pelo distanciamento social. Mas não se desanime ou descarte o projeto de ter uma empresa no ramo de eventos. Você ainda pode abrir sua empresa quando tudo começar a voltar ao normal e o risco de contágios do Coronavírus diminuir.

E esse procedimento sobre como abrir seu próprio negócio deve ser feito antes mesmo do planejamento, já que é aqui que você vai “bater o martelo” sobre colocar seu dinheiro em um empreendimento ou não.

Faça uma análise de mercado para decidir se este é o momento de abrir empresa

Vai ser necessário que você entenda sobre o atual momento do Brasil e economia em geral antes mesmo de dar início ao processo de como abrir seu próprio negócio. Isso porque, como dissemos anteriormente, você precisa saber se sua ideia deve ser tirada do papel agora ou em um outro momento.

Não deixe de acompanhar as notícias sobre Economia e Negócios, assim como ficar por dentro de pesquisas de tendências de mercado que são feitas pelo IBGE e até mesmo Google. Além disso, o que ajuda é saber quais termos estão sendo mais pesquisados na internet, por meio de uma página chamada Google Trends (essa ferramenta pode ser usada até mesmo depois de você abrir empresa).

Depois de ter feito todas as pesquisas necessárias, basta apenas você reunir as informações em um mesmo documento e decidir se sua empresa vai ser aberta nos próximos dias. Ao fazer isso, as chances de prejuízo caem pela metade e para ter sucesso você só vai se preocupar em fazer uma boa gestão.

Ressaltamos que o mercado pode mudar dia após dia, então o melhor a se fazer é uma análise durante um período de 15 dias ou até mesmo um mês. Apenas com isso vai ser possível tomar uma decisão sem erros.

Decidiu que é hora de dar início ao processo de como abrir seu negócio? Hora de se planejar

Se o mercado que você deseja entrar está em alta e este é o momento de tirar sua ideia do papel, é hora de começar a agir.

Neste momento, vale a pena soltar a imaginação e colocar tudo em um mesmo documento. Como você ainda está passando pela etapa do planejamento, não tem problema dar aquela “exagerada” e considerar tudo.

Depois que colocar tudo em um mesmo documento, considere todas as ideias e veja quais podem sair do papel. Já é interessante você começar a organizar algumas ações, veja exemplos: E como mencionamos em nossos artigos sobre abertura de empresa em nosso blog tudo deve ser incluído no documento que organiza o planejamento. Aqui estão alguns fatores chave:

  • Valor do investimento inicial;
  • Possível número de funcionários a serem contratados na abertura;
  • Determinando onde a empresa irá abrir;
  • Ideias para campanhas de marketing;
  • Tipo de produto ou serviço que será oferecido;
  • Preço da revenda;
  • Definição de fornecedores.

Lembrando que estes são apenas exemplos e você deve se atentar para não deixar nenhum ponto importante de lado, como por exemplo a compra de matéria-prima ou produtos essenciais para os funcionários trabalharem.

Desenvolvendo um protótipo no processo de como abrir seu negócio

Quando pensamos em protótipos é comum imaginarmos que apenas grandes companhias podem fazê-los. Isso está errado, um protótipo nada mais é do que uma versão de teste do seu produto.

As startups têm um termo interessante, capaz de ajudá-lo a entender melhor esse conceito. Em vez de buscar por um protótipo, eles confeccionam um produto mínimo viável.

A ideia é que essa versão seja boa o suficiente para que o cliente não perceba que a empresa ainda está testando o produto. Assim, com uma parcela de pessoas testando a ideia, a empresa colhe feedbacks e faz os ajustes necessários.

Independentemente se você oferece serviços ou produtos, deverá buscar a validação da sua ideia.

Buscando apoio para saber como abrir seu negócio

Com relação à estrutura e educação, os novos empreendedores podem buscar apoio em universidades e faculdades de suas cidades. Esses locais oferecem rodas de conversas, palestras e congressos. Na maioria das vezes, esses eventos são oferecidos gratuitamente. Aqui, você vai optar pelo processo de como abrir uma microempresa.

Além disso, essa é uma boa oportunidade para conhecer gente com o mesmo objetivo que você, fortalecendo o seu networking.

Você ainda pode buscar orientações no Sebrae ou em sites e blogs empresariais, como o blog da 4 Mãos. 

Já sobre o capital financeiro, pode-se buscar o apoio de agências de fomento. A maioria dos estados brasileiros oferece esse serviço. Nele, o empreendedor tem acesso a crédito a juros mais baixos do que os cobrados pelos bancos.

Lembre-se de que para ter acesso a esse serviço, a sua empresa precisará estar formalizada e com um plano de negócios bem-desenvolvido, afinal de contas, a agência precisa analisar o risco da concessão de crédito.

Buscar crédito empresarial é muito importante para evitar o comprometimento da renda pessoal nesse negócio. Algumas pessoas cometem erros graves, como usar o cartão de crédito para comprar os produtos para a sua empresa. Essa atitude pode fazer com que a empresa fique sem dinheiro em caixa, devido à alta taxa de juros dessa modalidade de empréstimo.

Criando um plano de negócios

O plano de negócios é um estudo que conclui a viabilidade da empresa. Por isso, ele deve ser feito com muita atenção, com o objetivo de proteger o investimento do empreendedor.

Busque dados do mercado

Por isso, o empresário deve buscar estudos sobre o mercado no qual pretende investir. Dessa maneira, ele conseguirá entender se a sua empresa está pronta para operar ou se é preciso aguardar.

Não entendeu? Não tem problema! Vamos a um exemplo simples: você investiria o seu dinheiro empreendendo na compra de um ponto de táxi? Bem, se você está atento às mudanças no mercado de transporte de passageiros, deve saber que esse segmento está lidando com uma forte concorrência dos aplicativos de mobilidade, não é mesmo?

Assim, visite sites e leia revistas especializadas no mercado que você deseja atuar, converse com outros empresários do ramo, vá às associações e sindicatos do setor etc.

Dessa forma, você terá dados que fortalecerão o seu plano de negócios e o ajudarão a abrir uma empresa.

Analise a concorrência no processo de como abrir seu próprio negócio

A análise de concorrência pode ajudar o empreendedor a precificar o seu produto, descobrir novas oportunidades de mercado ou até optar por mudar completamente a sua ideia inicial. Para analisar os concorrentes, é importante descobrir quais são os concorrentes diretos e os indiretos.

Os concorrentes diretos são aqueles que vendem o mesmo que a sua empresa, para o mesmo público. Já os indiretos oferecem produtos semelhantes, para uma faixa do consumidor parecida com a sua.

Exemplo: um investidor vai abrir um restaurante em um bairro industrial, com o objetivo de oferecer comida para o horário de almoço dos trabalhadores locais, a pizzaria que só funciona à noite não deve ser considerada como uma concorrente. Ainda que ambas as empresas estejam próximas geograficamente e no mesmo segmento (alimentação), elas não são concorrem entre si.

Por outro lado, a inauguração de uma rede de fast food no mesmo bairro deve ser acompanhada de perto, pois trata-se de mais uma alternativa que os trabalhadores terão para almoçarem.

Nesse caso, a concorrência é indireta, uma vez que o tipo de alimento e ambiente são diferentes. O investidor deve ir ao local, conhecer o cardápio, entender as formas de pagamento, avaliar o atendimento etc.

Tudo isso o ajudará a traçar estratégias para lidar com a concorrência. Ele pode desenvolver um novo cardápio, como opções mais rápidas, agilizar o processo de preparar refeições etc. Pense nisso na hora de como criar uma empresa.

Lembre-se, no entanto, que você não deve ver os concorrentes como inimigos. É possível que diversas empresas convivam de maneira harmônica e, inclusive, contribuam para um crescimento conjunto.

Analise o público-alvo

Outro elemento do plano de negócios, é a análise de público-alvo. Basicamente, o objetivo desse estudo é verificar se a faixa de consumidor que você deseja atingir se interessa pelo seu produto ou serviço.

Assim, caso o empresário perceba que não existe demanda, ele pode usar os dados para redesenhar a sua ideia, mudar o preço, usabilidade etc.

O primeiro passo para a análise de público-alvo pode ser feito por pesquisas, como questionários on-line ou presenciais. O grande problema dessa etapa consiste quando as perguntas são mal elaboradas, direcionam as respostas ou são respondidas por pessoas que nada tem a ver com o público da marca.

Por isso, se você não tem familiaridade com o processo de pesquisa, vale a pena dedicar um tempo estudando o assunto, antes de publicar o seu questionário.

Caso não se sinta à vontade em desenvolver essa etapa, avalie a possibilidade de contratar uma empresa ou profissional terceirizado para realizá-la. Escolha pessoas ligadas ao marketing, publicidade ou comunicação social, uma vez que esses cursos atuam com pesquisas de opinião.

Pedindo a ajuda do contador antes procurar como abrir seu próprio negócio

Depois de todos esses estudos, com a ideia de negócio amadurecida, é hora de cumprir com todas as formalidades necessárias para abrir uma empresa. É aqui que muitos investidores se estressam e perderem muito tempo.

Isso ocorre porque eles não têm muito tempo disponível para lidar com os processos burocráticos. Ademais, a falta de familiaridade faz com que eles cometam muitos erros, precisando repetir o processo várias vezes.

A maneira mais simples de solucionar esse problema é contratando um contador. Ao contrário do que muita gente pensa, esse serviço não custa nenhuma fortuna. Ter um profissional tomando conta de tudo é financeiramente mais barato — e ainda poupa o tempo do empreendedor.

Lembrando que depois de abrir o seu negócio, a lei obriga os empresários a terem o suporte de contadores devidamente registrados no Conselho Regional de Contabilidade. A única exceção são Microempreendedores Individuais (MEI).

Contrato social

O contrato social está para a empresa como a certidão de nascimento está para a criança. Trata-se do documento que oficializará a criação do negócio. Por isso, é importante garantir que todos os dados dos sócios, informações sobre capital social, endereço, atividades desenvolvidas etc. estejam corretos. O contrato social deve ser apresentado à junta comercial do seu estado. 

Como a maioria dos empreendedores não tem a menor ideia de como redigir esse documento, é fundamental que ele seja feito e enviado por um escritório de contabilidade.

Não esqueça dos Alvarás de funcionamento

Os alvarás são emitidos por diferentes entidades governamentais, como a prefeitura da sua cidade, o corpo de bombeiros, a secretaria de meio ambiente etc. Dependendo do seu ramo de atuação e da sua localização, mais ou menos documentos desse tipo podem ser exigidos.

Por atuarem diretamente com empresas, os contadores costumam ser as pessoas mais adequadas para orientarem o empresário acerca desse assunto. Já falamos sobre isso em nosso blog, não deixe de ler este artigo sobre Alvará de Funcionamento.

Regime de tributação

Existem vários regimes de tributação. Eles variam conforme a atividade desenvolvida pela empresa, o seu faturamento (ou expectativa de faturamento) etc.

Quando a empresa defini errado o seu regime de tributação, ela corre o risco de ter que arcar com mais impostos do que deveria. Para qualquer negócio, essa é uma péssima notícia. Então, converse com o contador para que ele o ajude a escolher o melhor regime possível, considerando as características do seu negócio.

Processo de emissão de nota

Emitir notas é uma obrigação fiscal do negócio. Em muitos casos, é possível ter acesso ao sistema de emissão eletrônica. Para isso, é importante estar preparado para lidar com os trâmites burocráticos municipais — que podem ser mais difíceis dependendo da cidade.

Planejamento financeiro para não ter problema no processo de como abrir seu próprio negócio

Os processos financeiros do negócio, como fluxo de caixa, contas a pagar etc. precisam funcionar perfeitamente para que a empresa opere com segurança. Então, a contabilidade se faz, mais uma vez, necessária.

Negligenciar os processos financeiros cria uma bola de neve que, em alguns casos, determina o fim do empreendimento.

Como abrir seu próprio negócio com pouco dinheiro?

Para que você consiga realizar o processo, é essencial se planejar na hora de como montar uma empresa. Isso porque de fato, não é necessário muito dinheiro para empreender. Muitas pessoas imaginam que entrar de vez e investir bastante, mas saiba que é necessário ter a validação do mercado. Colocando o menor dinheiro possível, deixando isso de lado também sobre a força de trabalho.

Assim que você conseguir a aprovação das pessoas que gostaria de ter como cliente, é hora de escalar a ideia. Então de fato, neste ponto você pode realizar o processo de MEI para ME. Ainda entenda que vale mais a pena, optar por atuar com um baixo estoque e matéria-prima do que perder dinheiro. Pense nisso!

Como montar um negócio do zero?

Empreender do zero é mais fácil do que você imagina, mas entenda que de fato, é essencial ter uma boa ideia empreendedora. Com isso, faça diversos testes no próprio mercado para saber se vale a pena escalar isso ou não. O planejamento de cada etapa deve ser mais do que considerado, onde você deve com toda certeza, ter todas as ações traçadas.

Além disso, não deixe e legalidade de lado. Assim que definir sua ideia de negócio, opte por abrir empresa online por meio de uma MEI. Dessa forma, mesmo que a ideia seja deixada de lado, você não tem problemas com órgãos públicos.

Qual é o melhor negócio para abrir neste momento?

Diversas são as ideias que estão dando certo no momento pós-pandemia, mas podemos citar a venda de marmitas congeladas como uma das mais assertivas. Além disso, vale a pena abrir uma empresa de delivery e realizar atendimentos nas mais diversas redes sociais. As pessoas estão mais abertas para comprar pela internet e você não sõ pode, como deve ser aproveitar disso.

O que é necessário para abrir o próprio negócio?

Ter uma ideia de negócio mais do que inovadora se faz mais do que necessário para que sua empresa tenha um ótimo sucesso, mas saiba que é necessário se atentar. Muitas são as pessoas que estão errando em não se planejar quando falamos sobre o processo de como abrir um negócio. Então organize todas as ideias e ações em um mesmo documento.

Depois disso, você precisa decidir o porte de sua empresa para entender os valores de impostos que pode vir a pagar. Lembrando que quem opta por uma MEI, precisa pagar menos de R$ 62,00 por mês em relação aos tributos. Um escritório de contabilidade também se faz mais do que necessário para que você chegue mais longe sem grandes burocracias.

Conte com os escritórios de contabilidade parceiros da Plataforma 4 Mãos para entrar no mundo dos negócios

Entendeu como abrir seu próprio negócio? São muitos os pontos que precisam ser analisados na hora de abrir uma empresa. Por isso, comece hoje mesmo seu planejamento, separando as tarefas que deverão ser feitas.

Se você precisa do suporte de um contador, mas não conhece nenhum profissional, a Plataforma 4 Mãos pode ajudá-lo. Desenvolvemos uma tecnologia que aproxima contadores dos empreendedores, de forma rápida, simples e gratuita. Assim você tem uma maior assertividade e fica longe de dúvidas sobre o que precisa para abrir uma empresa.

Tudo o que você precisa fazer é entrar em contato com nosso time de atendimento e aguardar que até 4 escritórios de contabilidade enviem uma proposta comercial.

Gostaria de receber ofertas de profissionais credenciados pelo CRC e encontrar um escritório de contabilidade que seja um verdadeiro parceiro em seu dia a dia? Entre em contato conosco imediatamente! Leva menos de cinco minutos para você preencher o formulário.

Entendeu como sua ideia pode sair do papel ao ler o conteúdo anterior? Não deixe de seguir a plataforma 4 mãos nas redes sociais: Estamos no Facebook, Instagram e LinkedIn. E não perca o nosso blog, que possui diversos conteúdos sobre negócios.

Escrito por

Victor Pacheco

Redator da Plataforma 4 Mãos, formado em Jornalismo com amplo conhecimento em produção de conteúdo para a Web.

4 respostas para “Como abrir seu próprio negócio: passo a passo para isso acontecer”

  1. […] Você sabe como abrir uma empresa de transporte escolar? O assunto sobre transporte escolar como abrir uma empresa pode ser um bom negócio, com boas possibilidades de renda e pode proporcionar aos empresários um horário de trabalho mais flexível. […]

  2. […] Você sabe como abrir uma empresa de transporte escolar? O assunto sobre transporte escolar como abrir uma empresa pode ser um bom negócio, com boas possibilidades de renda e pode proporcionar aos empresários um horário de trabalho mais flexível. […]

  3. […] se eu te contar, que durante esse período, você parou de agregar valor aos outros e parou de ganhar dinheiro? Sim, exatamente, você podia ter se tornado um empreendedor antes e pode se tornar um […]

  4. […] se eu te contar, que durante esse período, você parou de agregar valor aos outros e parou de ganhar dinheiro? Sim, exatamente, você podia ter se tornado um empreendedor antes e pode se tornar um […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NÓS ENCONTRAMOS OS CONTADORES MAIS ADEQUADOS DE ACORDO COM SUA NECESSIDADE

Para trocar de contador ou abrir empresa, basta relatar sua necessidade e nós te conectamos com até 4 orçamentos gratuitamente

Encontrar um contador
Open chat