Endereço fiscal e Coworking: entenda a relação entre isso

Empreendedores

Endereço fiscal e Coworking: entenda a relação entre isso

Natalia Mantovani

Natalia Mantovani

|

19/03/2020

|

9 min de leitura

|

Voltar

Exemplo de coworking que pode ser usado como endereço fiscal
9 min de leitura

Sabe a diferença de endereço fiscal e endereço comercial? O Coworking é um ambiente corporativo, onde muitas organizações se beneficiam usufruindo deste espaço, podendo até mesmo ser utilizado como endereço fiscal ou endereço comercial de sua empresa, tudo irá depender de algumas variáveis.

Mas você empreendedor ou que pensa em empreender, está por dentro dessas informações? Sabe como funciona?

A inovação em diversos métodos vem aparecendo cada vez mais, e o Coworking mostra isto claramente. Para otimizar espaço, despesas e até ter uma relação de networking, que é muito valiosa e tão preciosa, os ambientes compartilhados podem ser a melhor saída para você.

A otimização de processos é cada vez mais debatida, e para o empreendedor que se mantiver bem informado, as soluções estarão bem ali, a seu alcance, basta abrir sua mente e melhorar sua visão de negócio.

Sendo assim, com a missão de trazer uma nova ideia para você e esclarecer alguns termos como endereço fiscal, fizemos este artigo com informações que servirão de base para algumas de suas decisões. Veja.

O que de fato é um Coworking e o que ele tem a ver com o endereço fiscal?

Exemplo de coworking que pode ser usado como endereço fiscal

O Coworking é um ambiente onde algumas empresas compartilham seu espaço umas com as outras. É um grande escritório, onde não é necessário pagar grandes quantias pelo aluguel do espaço, além de dividir gastos com os outros locadores.

Ele é um ambiente otimizado, preparado para receber várias equipes, já imaginou como pode ser interessante isso? Imagine-se neste exemplo: você é dono de uma empresa de marketing digital, e está trabalhando em seu escritório em um dia comum. Então, olha para o lado e se depara com projetos incríveis de arquitetura nas mesas do lado, por exemplo.

A troca cultural é extremamente importante, e afeta diretamente a vida destas pessoas, por não participar de um ambiente extremamente segmentado.

E você deve estar pensando agora, mas isso não vira uma enorme bagunça? Dependendo das diretrizes dos Coworkings, alguns podem até não terem tanta organização, mas geralmente, são espaços que funcionam muito bem e a convivência é fácil, basta disciplina. Vale lembrar que o Coworking pode ou não ter fins comerciais, há muito mais vertentes e modelos parecidos mas que existem para finalidades diversas.

Geralmente um espaço de Coworking é frequentado por empresas e profissionais independentes que valorizam inovação, criatividade, troca de experiências e criação de uma rede de contatos forte.

Em resumo, seus principais benefícios são:

– Economia de: espaço, tempo, luz, água e outros gastos gerais;

– Acrescenta na cultura dos profissionais, incentivando-os a aprender novas coisas;

– Networking facilitado e inteligente;

– Ambiente corporativo, mas descontraído, proporcionando até mesmo maior produtividade.

Estes são os pontos mais ricos do Coworking, mas claro que existem outros aspectos interessantes, que só descobrimos no dia a dia.

Mas e o endereço fiscal?

Os Coworkings podem ser utilizados para ser seu endereço fiscal, o que se difere de endereço comercial.

O seu endereço fiscal pode ser o mesmo endereço comercial, entretanto, alguns Coworking não permitem que seu endereço seja cadastrado como endereço fiscal. Mas então, vamos entender um pouco mais sobre a diferença entre os dois:

Endereço fiscal x Endereço comercial

Exemplo de coworking que pode ser usado como endereço fiscal

Muitos empreendedores se confundem neste momento, principalmente os que trabalham em Coworking, que é a vertente que estamos usando aqui, mas vale também para outros tipos de negócios autônomos que trabalham em ambientes que não são considerados como Coworkig.

O endereço fiscal é algo muito mais delicado que o comercial, explicaremos o motivo:

Endereço fiscal

O endereço fiscal conhecido também como domicílio fiscal representa a utilização do endereço do Coworking para fins exclusivamente tributários e formais, como a abertura da empresa do empreendedor (abertura de MEI, contrato social e mais). Nesse caso o endereço constará em documentos oficiais, como cartão de CNPJ, contrato social, alvará de localização, inscrição estadual e municipal, entre outros. Serve para regularizar o negócio perante órgãos como a Junta Comercial.

Para trocá-lo existe certa relutância, é muito complicado fazer a atualização deste endereço, pois requer um novo preenchimento de diversos documentos.

Há uma relutância e complicações caso o empreendedor não utilize mais o espaço de Coworking, por isso alguns donos de empresas optam por não usar no seu endereço fiscal o local.

Importante falar que não é indicado usar sua residência para o endereço fiscal, pois se trata de algo mais profissional.

Endereço comercial

O endereço comercial é, como o nome diz, um local físico para fins comerciais. Ele aparece em cartões de visita, sites, calendários, peças publicitárias, entre outros convites comerciais, se mostrando de forma física ao cliente (o que traz maior segurança ao público).

Muitos empreendedores utilizam o próprio Coworking como endereço comercial. É algo um pouco mais informal e não exige grandes esforços para mudar isto. Basta informar aos seus clientes e público em geral sobre a mudança, além de atualizar os cartões de visita.

Vantagens e desvantagens do endereço fiscal

O endereço fiscal é um serviço que pode ser contratado. Nem todo Coworkin aceita ser colocado nesta posição, irá variar de um espaço para o outro. Mas sim, ele pode ser visto como um serviço e existem prós e contras nesta questão.

Exemplo de coworking que pode ser usado como endereço fiscal

Agora que vários termos já estão esclarecidos, como, o que é Coworking, além da diferença entre o endereço fiscal e comercial, vamos destacar as vantagens e desvantagens que o recurso possui na visão do empreendedor. Vejamos:

Vantagens do endereço fiscal

1- Não será necessário usar o endereço residencial

Para profissionais autônomos que trabalham de casa, é uma boa saída, pois você acaba dividindo de uma maneira melhor sua vida pessoal e profissional. Além do mais, serve para aqueles que não querem abrir sua intimidade aos clientes. Se torna mais seguro para o empreendedor, numa relação pessoal neste caso, pois o endereço fiscal preservará dados delicados como a localização de sua residência.

2- Estabilidade de endereço

O que se espera de uma relação entre o Coworking e o empreendedor, é que seja duradouro. Portanto, é algo que se permanecerá fixo por muito tempo. Por isso é algo muito viável, pois a estabilidade de endereço te permitirá se mudar de casa diversas vezes, sem ter toda a dor de cabeça com as papeladas de mudança.

O serviço é muito indicado para aqueles que moram de aluguel, e que trocam de casa com certa frequência por algum motivo. Vale ressaltar ainda, que alguns modelos de negócios não podem ser abertos ou atrelados a endereços residenciais.

3- Economia

Se o caso da sua empresa se encaixar na categoria de negócios em que não é possível usar o endereço residencial para registro, contratar o endereço fiscal é bem mais barato do que alugar um ponto comercial no início das suas atividades.

Desvantagens do endereço fiscal

1- Empresas que precisam de inscrição estadual podem ter dificuldades em encontrar endereços fiscais

Algumas empresas que necessitam de uma inscrição estadual, não são liberadas para usufruírem de endereço fiscal. Isso varia de estado para estado.

2- Alguns tipos de empresa não podem ter endereço em Coworking

Atividades que requerem a instalação de grandes equipamentos e alvarás mais robustos, não conseguem autorização de registro em escritório, por razões óbvias.

3- Pagamento mensal recorrente

Para quem tem endereço fixo, não pretende se mudar tão cedo e presta apenas serviços sem atendimento ao público, pode ser que o investimento não compense, porque geralmente esse tipo de profissional pode fazer seu registro com o endereço de casa.

4-maos-cta-3
Ainda vive com aquela dúvida contábil? Entre em contato com nossos contadores parceiros agora mesmo!

Como cuidar de todas as papeladas do seu endereço fiscal e otimizar sua gestão

Se você quer alavancar suas vendas, e ainda ficar totalmente tranquilo em relação a sua gestão financeira, tributária e fiscal, ficando totalmente em dia com as conformidades da lei, indicamos fortemente o serviço de um contador.

Exemplo de coworking que pode ser usado como endereço fiscal

Com este profissional você terá:

– Otimização de seu tempo, fazendo com que você foque no que realmente interessa: produzir;

– Gestão assertiva, pois no momento econômico que estamos vivendo, erros podem ser fatais para o futuro de seu negócio;

– Redução de impostos, adequando seu regime tributário;

– Maior tranquilidade e segurança de seu negócio, criando uma base forte para seu empreendimento crescer;

– Investimento inteligente do seu dinheiro, e corte de gastos seguro, sem impactar diretamente no seu produto final, ou sua produção em si;

– e muito mais!

Como encontrar um escritório de contabilidade que se adeque a minha realidade?

Exemplo de coworking que pode ser usado como endereço fiscal

Bem para encontrar o melhor escritório de contabilidade, primeiramente será necessário uma avaliação de seu cenário. Compreenda sua realidade e o que você mais precisa:

– Otimização de tempo com pouca necessidade de serviço personalizado;

Consultoria, abrangência total dos serviços contábeis, além de atendimento personalizado;

– Meio termo entre os dois acima.

E ainda suas preferencias:

– Contabilidade com atendimento físico (reuniões e planejamentos em conjunto);

– Contabilidade online, onde você só entrega as demandas fiscais, tributárias, financeiras, entre outras;

– Contabilidade com sistema online, mas serviço pensado especialmente para você;

– Prefere baixo custo?

– Prefere custo-benefício?

– Ou da prioridade para a qualidade do serviço, pouco se importando com o valor?

E se te dissermos que você pode encontrar com apenas alguns cliques o contador terceirizado que falta em sua empresa?

E se ainda te falarmos que você pode receber até 4 orçamentos de forma totalmente GRATUITA?

Então, se isso te chamou a atenção, nós temos uma solução incrível para você!

Veja como receber até 4 orçamentos de contadores credenciados ao CRC

A Plataforma 4 Mãos te conecta com até 4 contadores, que avaliarão o seu perfil empresarial e escolherão os modelos de negócio que mais se encaixarem com o escritório deles.

Desta forma, você recebe estas 4 opções de orçamento para escolher o que cabe em sua realidade, assim é possível escolher a melhor oportunidade de negócio.

Você ficará satisfeito com o serviço e o contador poderá te atender do jeito que você espera. Cadastre-se no site e escolha suas preferencias, evidenciando suas necessidades!

Você pode optar, por exemplo, por melhor custo-benefício ou melhor preço. Tudo irá variar de acordo com o que você precisa, seria um método de simplificar este contato entre empreendedor e contador.

Ressaltamos que o cadastro para receber os orçamentos é gratuito. Tenha o poder de escolher o que é melhor para você e o que irá se adequar a sua necessidade!

Cadastre-se ou entre em contato com nossa equipe!

E se gostou do conteúdo, nos siga nas redes sociais para receber mais dicas! Estamos no FacebookInstagram LinkedIn.

Empreendedores que usaram a plataforma 4 Mãos
Natalia Mantovani

Escrito por

Natalia Mantovani

Redatora da Plataforma 4 Mãos, formada em Jornalismo com amplo conhecimento em produção de conteúdo para a Web.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NÓS ENCONTRAMOS OS CONTADORES MAIS ADEQUADOS DE ACORDO COM SUA NECESSIDADE

Para trocar de contador ou abrir empresa, basta relatar sua necessidade e nós te conectamos com até 4 orçamentos gratuitamente

Encontrar meu contador agora