Como criar um MEI em poucos minutos | 4 Mãos

Empreendedores

Como criar um MEI em poucos minutos

Natalia Mantovani

|

20/03/2021

|

13 min de leitura

|

Voltar

Empreendedora e contadora conversando sobre o processo de como criar um MEI
13 min de leitura

Se você está procurando entender tudo sobre como criar um MEI, veio ao lugar certo e no momento exato!

Atualmente, o Brasil possui cerca de 11,3 milhões de microempreendedores individuais (MEI). Segundo estatísticas do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), 2,6 milhões de pessoas entraram no mercado em 2020.

Aquele ano foi um ano de alto desemprego – o empreendedorismo tornou-se uma forma de buscar as brechas necessárias e buscar oportunidades de negócios. O interesse continuará em 2021. Portanto, além das mudanças planejadas para este ano, explicaremos como abrir MEI, e ainda o que você deve levar em consideração para tornar seu empreendimento real. Boa Leitura!

Como criar um MEI passo a passo

Quando temos uma ideia verdadeiramente revolucionária e diferenciada, é muito importante saber colocá-la em prática. Portanto, o planejamento deve ser sua primeira ação ao pensar em como criar um MEI, pois desta forma você pode entender o mercado que deseja entrar, o público que deseja atingir e até saber o valor de investimento da nova empresa.

Por isso, depois de realizar uma prolongada pesquisa, você precisa começar a pensar nos demais detalhes, como:

1. Reúna as informações para seu negócio, em seguida pondere se elas podem sair do papel

Em primeiro lugar, em como criar um MEI, é muito importante compreender e definir como a empresa atuará na sua trajetória: definir os métodos de desempenho, o local onde os clientes serão recepcionados e atendidos, os tipos de serviços ou produtos ofertados, o número de colaboradores e até o valor do investimento inicial. Resumindo: o plano de negócio começa nesta fase.

Depois disso, você precisa coletar todas as informações em um documento, organizando todos os dados para iniciar seu projeto. Agora é a hora de decidir se as estratégias desenvolvidas no plano de como criar um MEI podem realmente ser colocados em prática. Lembra da pesquisa de mercado que você conduziu? Use isso como uma base para decidir se você pode executar esta operação em questão. Seja realista, veja se realmente esta ideia vai ser viável.

Esta etapa pode até ser um pouco cansativa e extensa, mas é crucial para não perder seu dinheiro de investimento. Portanto, é importante planejar tudo, até o que pode vir a dar errado para evitar problemas e dores de cabeça futuras nesta jornada de como criar um MEI.

2. Dê entrada no processo emissão do CNPJ

Para quem quer ter seu negócio, o CNPJ é uma questão indispensável, que se trata de uma identificação do IRS para todas as pessoas que optam por abrir uma empresa.

Basicamente, todas as informações são agrupadas por um mesmo número de identificação, que levam dados como: ano de início do evento, sistema tributário e demais informações do empresário.

O procedimento requerido de emissão do CNPJ para criação do MEI pode ser facilmente concluído pelo próprio empresário, que precisa visitar o portal do empreendedor e se responsabilizar por todo o processo.

No entanto, muitas pessoas tendem a deixar essa necessidade para os contadores e se concentrar em outras áreas, como formulação e execução de planos.

É importante fornecer algumas informações sobre o futuro proprietário e onde a empresa atua. A seguir, em como criar um MEI, veja quais são estes dados:

  • RG;
  • Título de eleitor ou Declaração de Imposto de Renda;
  • Dados de contato;
  • Endereço residencial.
  • Tipo de atividade econômica realizada;
  • Forma de atuação;
  • Dados de onde o negócio será aberto, como por exemplo endereço e demais informações pertinentes.

Alvará de funcionamento e outros documentos não podem ser esquecidos

Por ser um documento que permite a realização de atividades na sua empresa, o alvará de funcionamento é muito importante e não deve ser ignorado dentro deste passo a passo. Sua empresa pode ser banida durante a inspeção fiscal. Isso, quer você queira saber como criar um MEI ou qualquer outro porte de empreendimento do mercado.

Pense que a segurança é melhor do que se arrepender mais tarde nesta trajetória. Vale a pena resolver esse problema pessoalmente para não encontrar empecilhos no dia a dia do trabalho. Imagine se todos os itens que você precisa entregar aos seus clientes, após estas etapas de iniciação, atrasassem devido a proibições do governo? Portanto, certifique-se de manter sua licença de operação válida o tempo todo nesta jornada de como criar um MEI.

Quem opta por criar um MEI, depois de se cadastrar no Portal do Empreendedor, pode acessar esses documentos imediatamente (este documento é válido por 180 dias, mas se ninguém contestar, ele se tornará um documento definitivo).

3. Solicite os documentos o quanto antes

Existem diversos documentos para viabilizar suas operações comerciais, como registros estaduais, municipais e federais. Também é importante não ignorar o seu pedido de criar CNPJ MEI, e comparecer no órgão público que administra o estabelecimento para solicitar o alvará de funcionamento.

Como muitas empresas estão sendo abertas ao mesmo tempo, pode levar algum tempo para concluir todo o trabalho do passo a passo e preparar o seu negócio para o funcionamento normal. Portanto, se você determinou a data de abertura do MEI, mas ainda não solicitou os documentos necessários para esta fase de iniciação, faça isso imediatamente e não perca tempo!

Portal online para abrir MEI

Hoje, é possível iniciar os procedimentos sobre como criar um MEI aí da sua casa. Embora pareça algo meio complicado, pode ser mais simples do que você pensa ser.

O portal conta com abas autoexplicativas e textos complementares com mais perguntas sobre como criar um MEI, claramente esclarecidas.

No entanto, para entender melhor e ir direto a abertura de empresa, cheque colocando na barra do Google “portal do empreendedor MEI”.

Após isto você pode solicitar sua abertura preenchendo seus dados. Vale lembrar que para exercer sua função, o município onde você reside deve aceitar seu setor de atividades.

Aos poucos você vai se inteirando sobre o assunto e ficando mais íntimo do tema como criar um MEI, e tudo ficará cada vez mais simples e claro.

Por que se tornar um microempreendedor individual (MEI)?

Para as pessoas que desejam ter sua própria empresa, os microempresários individuais costumam ser o primeiro estágio da formalização. Você pode se cadastrar como MEI gratuitamente por meio do Portal do Empreendedor do Governo Federal. Cuidado com outros endereços na web, esses sites podem cobrar taxas de serviço que deveriam ser gratuitas ou mesmo serem fraudulentas. Não há necessidade de contratar um contador nesta fase do negócio.

Como MEI, o profissional é considerado autônomo e possui CNPJ próprio. Portanto, tem os direitos e obrigações de uma pessoa jurídica. O MEI concede a você auxílio-maternidade, licença remunerada por problemas de saúde e direito à aposentadoria do INSS. Os empresários também podem participar de licitações, prestar serviços a instituições públicas e obter planos de crédito mais favoráveis ​​para pessoas jurídicas.

A MEI está isenta de emissão de faturas para consumidores individuais. Se o comprador dos bens ou serviços for outra empresa, a nota é obrigatória, a menos que o cliente emita um recibo.

Ao abrir um MEI, você pode reduzir os riscos do negócio. A abertura é gratuita, instantânea e virtual, e com preços baixos de impostos. O analista de negócios do Sebrae / SP Caio Ribeiro Monteiro disse que o negócio é menos burocrático em relação a outros tipos de empresas e instituições, e ainda tem custos reduzidos.

Como se tornar um MEI?

Até 2021, o custo máximo de um único microempreendedor é de R $ 81 mil por ano (se a empresa for fechada em janeiro, será de R $ 6.750 por mês para as operações).

A pessoa dona de uma MEI não pode ser sócia ou filial de outra empresa. Exceto ela mesma, quem pode ser MEI faz parte do grupo de microempresários individuais só pode contratar um funcionário. Além disso, é necessário verificar as atividades permitidas para microempresários individuais antes do cadastramento. A lista é atualizada uma vez por ano. Em 2021, não há mudança em relação a 2020.

Entenda os impostos desta categoria antes de abrir MEI

Os microempresários individuais pagam impostos de maneira uniforme. Cada MEI participa de um sistema tributário nacional simples que unifica as diretrizes tributárias e isenta os empresários de diversos tributos federais, como Cofins, CSLL, imposto de renda, IPI e PIS.

Em contrapartida, a MEI paga mensalmente os títulos de cobrança do Simples Nacional (DAS). O valor deste boleto ou cartão de débito automático depende das atividades que o MEI desenvolve, podendo incorrer em taxas de ICMS ou ISS. Existem três estruturas possíveis: indústria ou comércio; prestação de serviços; comércio e serviços juntos.

Além dessa atividade, o DAS também foi reajustado de acordo com o valor do salário-mínimo implantado no país. Além das taxas de ICMS (1 real por mês) e ISS (5 reais por mês), o DAS representa 5% do salário-mínimo. De acordo com o novo requisito mínimo, R$ 1.100 em 2021, são os valores mensais do DAS: R$ 56 para industrial ou comercial, R$ 60 para serviços e R$ 61 para comércio e serviços.

Vale lembrar que mesmo que o microempresário pessoa física não pague um percentual do imposto de renda a cada mês, ele precisa declarar a renda do ano anterior a cada ano. Além do preenchimento do Imposto de Renda da Pessoa Física, o empresário deve preencher o “Anuário Simples Nacional (DASN-SIMEI)”.

Por exemplo, quem atua como MEI ao longo de 2020 deve apresentar manifestação antes de 31 de maio de 2021, caso contrário, será aplicada multa. Quem se tornar um MEI este ano só anunciará sua renda em 2022.

Mudanças no MEI para 2021

Além de atualizar o valor do DAS, outras mudanças também devem entrar na visão dos microempreendedores individuais em 2021.

Para o DAS, uma possível mudança é que os pagamentos podem ser feitos usando o sistema de pagamento instantâneo PIX criado pelo banco central. O MEI pode escanear o código QR exibido na conta DAS e, em seguida, confirmar a transação.

Na última coletiva de imprensa sobre Pix, British Columbia não usou seu sistema de pagamento instantâneo para resolver problemas de pagamento do DAS.

Microempreendedores individuais também podem obter crédito por meio do PRONAMPE em 2021. No final deste ano, o projeto ocorreu na terceira fase do plano, que visa ajudar as micro e pequenas empresas afetadas pela crise da Covid-19.

O Senado Federal aprovou um projeto de lei que tornou o PRONAMPE uma política permanente de financiamento neste ano. Agora, o projeto está em andamento na Câmara dos Deputados. Banco do Brasil, Bradesco e Itaú Unibanco informaram que aguardavam processamento.

Os clientes-alvo do PRONAMPE são empresas com faturamento anual não superior a 4,8 milhões de reais, incluindo a MEI. O valor do empréstimo não ultrapassa 30% da receita total da empresa no ano passado. A taxa de juros anual é de 1,25% + Selic (atualmente 2% ao ano).

O prazo máximo de pagamento é de 36 meses. Montero lembrou que, no entanto, essas condições atrativas de financiamento tornaram a Pronampe competitiva. “É um crédito muito favorável para cobrança, por isso termina em breve”. No entanto, não houveram mudanças no processo de MEI para ME.

Como criar um MEI SP com mais praticidade e assertividade?

Agora que você já entendeu mais sobre como criar um MEI, com certeza deve querer saber como alavancar suas vendas.

Além de ficar totalmente tranquilo em relação a sua gestão financeira no projeto de como abrir MEI SP, além da gestão tributária e fiscal, para estar em dia com as conformidades da lei, indicamos fortemente o serviço de um contador. Você ganha:

  • Otimização de seu tempo, fazendo com que você foque no que realmente interessa: produzir;
  • Gestão assertiva, pois no momento econômico que estamos vivendo, erros podem ser fatais para o futuro de seu negócio;
  • Redução de impostos, adequando seu regime tributário;
  • Maior tranquilidade e segurança de seu negócio, criando uma base forte para seu empreendimento crescer;
  • Investimento inteligente do seu dinheiro, e corte de gastos seguro, sem impactar diretamente no seu produto final do seu projeto de como criar um MEI, ou sua produção em si;
  • e muito mais!

Encontrando o melhor escritório contábil

Para que você possa encontrar o melhor escritório de contabilidade para MEI para te auxiliar no processo de sobrecomo criar um MEI, primeiramente será necessária uma avaliação de seu cenário. Compreenda sua realidade e o que você mais precisa:

  • Otimização de tempo com pouca necessidade de serviço personalizado;
  • Consultoria, abrangência total dos serviços contábeis, além de atendimento personalizado;
  • Meio termo entre os dois acima previsto no projeto de como criar MEI.

E ainda suas preferências:

  • Contabilidade com atendimento para lhe ajudar no processo de como migrar MEI para ME (reuniões e planejamentos em conjunto), facilitando ainda mais o processo de como criar um MEI;
  • Escritório de contabilidade online, onde você só entrega as demandas fiscais, tributárias, financeiras, entre outras;
  • Contabilidade com sistema online, mas serviço pensado especialmente para você;
  • Prefere baixo custo?
  • No seu cenário de como criar um MEI na internet, prefere o custo-benefício?
  • Ou da prioridade para a qualidade do serviço, pouco se importando com o valor?

E se te dissermos que você pode encontrar com apenas alguns cliques o contador terceirizado que falta em sua empresa?

E se ainda te falarmos que você pode receber até 4 orçamentos de forma totalmente GRATUITA?

Então, se isso te chamou a atenção, nós temos uma solução incrível para você!

Veja como receber até 4 orçamentos de contadores credenciados ao CRC

A Plataforma 4 Mãos te conecta com até 4 contadores, que avaliarão o seu perfil empresarial e escolherão os modelos de negócio que mais se encaixarem com o escritório deles.

Você ficará satisfeita com o serviço e o contador poderá te atender do jeito que você espera. Cadastre-se no site e escolha suas preferências, evidenciando suas necessidades no caminho referente a como criar um MEI!

Você pode optar, por exemplo, pelo melhor custo-benefício ou melhor preço. Tudo irá variar de acordo com o que você precisa, seria um método de simplificar este contato entre empreendedor e contador.

Ressaltamos que o cadastro para receber os orçamentos é gratuito. Tenha o poder de escolher o que é melhor para você e o que irá se adequar a sua necessidade e realidade perante o projeto de como criar um MEI e entender se MEI pode ter sócio.

Cadastre-se ou entre em contato com nossa equipe!

E se gostou do conteúdo sobre como criar um MEI, acompanhe nossos próximos posts!

Escrito por

Natalia Mantovani

Redatora da Plataforma 4 Mãos, formada em Jornalismo com amplo conhecimento em produção de conteúdo para a Web.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NÓS ENCONTRAMOS OS CONTADORES MAIS ADEQUADOS DE ACORDO COM SUA NECESSIDADE

Para trocar de contador ou abrir empresa, basta relatar sua necessidade e nós te conectamos com até 4 orçamentos gratuitamente

Encontrar um contador
Open chat