Empreendedores

Descubra o que é Simples Nacional e suas vantagens para seu negócio!

Lisandra Suellen

|

14/12/2021

|

7 min de leitura

|

Voltar

simples nacional
7 min de leitura

Se você está procurando por informações do Simples Nacional, saiba que está no post certo! Reunimos dicas e informações para você saber mais sobre esse assunto, confira o nosso conteúdo!  

Sabemos que o Simples Nacional sempre gera algumas dúvidas, pois é um assunto muito falado nos dias de hoje entre os empreendedores e então reunimos tudo o que você irá precisar saber sobre o assunto, confira! 

Mas antes de tudo precisamos alertar que esse é um conteúdo cheio de informações para você se basear, e também conseguir além de esclarecer algumas dúvidas ver as vantagens sobre o Simples Nacional.  

O que é Simples Nacional?  

Muitos questionam sobre o que é Simples Nacional, pois todos os empreendedores necessitam escolher um regime tributário na hora de abrir uma empresa simples, assim a escolha irá refletir em várias questões como: os impostos que deverão ser pagos, as formas dos cálculos dos tributos e algumas regras.  

Em nosso país existe três opções de regimes tributários, entre eles são: Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real, pois cada um tem suas regras e particularidades.  

Impostos Simples Nacional é um regime tributário que foi criado em 2006 através de uma Lei Complementar 123, pensado para as micro e pequenas empresas.  

Assim os empreendedores que desejassem abrir empresa Simples Nacional se deparassem com menos burocracias, pois evitando custos e criando um sistema unificado para o recolhimento de tributos.  

Quem pode ser optante pelo Simples Nacional?  

Para optar pelo regime do Simples Nacional impostos é necessário ter um faturamento de até 4,8 milhões de reais, pois é adequado para as microempresas mais conhecidas como ME e pequenas empresas conhecida como EPP. 

Porém o faturamento não é o único requisito para optar pelo regime tributário, é sempre recomendado contar com um contador para sempre auxiliar você a verificar o CNAE Simples Nacional da sua empresa.  

Como abrir uma empresa

Quem não pode se enquadrar no Simples Nacional?

As empresas que não podem ser optantes pelo Simples Nacional são: Empresas que faturam mais de 4,8 milhões no ano, empresas que são obrigadas a optar pelo regime do Lucro Real, empresas que possuem sócios que residam no exterior, empresas que realizam mão de obra e empresas que possuem débitos com INSS.  

Veja quais são as vantagens e benefícios do Simples Nacional  

As vantagens de optar por ser um microempreendedor individual simples é a unificação da arrecadação dos impostos, pois os valores são arrecadados através de uma única guia e assim passa a reduzir a carga tributária.  

Pois a criação da Das simples nacional para a realização do pagamento pode parecer uma ação simples, porém faz toda a diferença na vida dos empreendedores e mesmo com um contador para auxiliar as informações são mais simples.  

Assim acaba simplificando no pagamento de diversos tributos, da preferência em licitações, existe a possibilidade de menos tributações do que nos outros regimes, facilita no atendimento trabalhista e dá a possibilidade de forma SPE. 

Qual o limite de faturamento do Simples Nacional

Em 2018 foi alterado o limite da tributação sendo o teto elevado para R$ 4,8 milhões, pois esse limite chega até o imposto Simples Nacional 2021, imposto Simples Nacional 2022 e as empresas que optam por esse regime pode faturar em média R$ 400 mil por mês.  

Sendo o regime voltado para o ME (Microempresa) e EPP (Empresa de Pequeno Porte), mas existe uma exceção para as empresas que estão no início das atividades e os limites serão proporcionais ao número de meses compreendido entre a data de abertura do CNPJ e o final do respectivo ano-calendário. 

Como optar pelo Simples  

Para optar por esse regime é necessário entrar no portal do Simples Nacional, se não haver pendências será gerado o registro e caso tenha pendências será mostrado no momento da opção. 

Como já citado acima existe alguns requisitos para que você possa fazer parte desse regime, então fique atento e sempre tenha ajuda de um escritório de contabilidade.  

Como funciona o cálculo do Simples Nacional  

É muito importante existir a consulta do Simples Nacional, pois aprender a realizar o cálculo é mais simples do que você imagina, será baseado em tabelas que são disponibilizadas pela Receita Federal. 

Será necessário em primeiro passo saber qual anexo está inserida a empresa e posteriormente qual a faixa do anexo, mas para isso é necessário saber quanto faturou nos últimos 12 meses.  

Então para saber o valor exato é necessário calcular a alíquota Simples Nacional, segue abaixo a fórmula para você se basear:  

[(RBA12 x ALIQ) – PD] / RBA12 

  • RBA12: receita bruta acumulada dos 12 meses anteriores 
  • ALIQ: alíquota indicada no anexo correspondente 
  • PD: parcela a deduzir indicada no anexo correspondente 

O Comportamento do Cliente

Veja também Simples Nacional boleto em atraso.  

Veja como funciona o imposto do Simples Nacional

As empresas pagam os seus impostos em uma única guia e elas são chamadas de DAS, o valor do pagamento sempre será repassado para o Banco do Brasil e o documento gerado pode ser pago de maneira eletrônica ou impressa.  

Veja quais são os impostos pagos no regime: 

  • Imposto sobre a Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) 
  • Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) 
  • Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) 
  • Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) 
  • Contribuição para o PIS/Pasep 
  • Contribuição Patronal Previdenciária (CPP) 
  • Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e Sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS) 
  • Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS). 

Tabela do Simples Nacional 2018  

Para que você possa entender melhor vamos resumir os cinco anexos criados pela Lei Complementar Nº 155, que alterou a Lei Complementar Nº 123.  

Porém é necessário descobrir em qual anexo a sua empresa está enquadrada, mas para isso no texto acima explicamos a forma que deverá ser feita, então acompanhe!  

Anexo I do Simples Nacional 2018

Para as empresas do comércio: 

Receita Bruta Total  Alíquota Qual Valor a Ser Descontado 
Até R$ 180.000,00 4% 
De 180.000,01 a 360.000,00 7,3% R$ 5.940,00 
De 360.000,01 a 720.000,00 9,5% R$ 13.860,00 
De 720.000,01 a 1.800.000,00 10,7% R$ 22.500,00 
De 1.800.000,01 a 3.600.000,0 14,3% R$ 87.300,00 
De 3.600.000,01 a 4.800.000,00 19% R$ 378.000,00 

 Anexo II do Simples Nacional 2018

Refere-se às fábricas e indústrias: 

Receita Bruta Total  Alíquota  Qual Valor a Ser Descontado  
Até R$ 180.000,00 4,5% 
De 180.000,01 a 360.000,00 7,8% R$ 5.940,00 
De 360.000,01 a 720.000,00 10% R$ 13.860,00 
De 720.000,01 a 1.800.000,00 11,2% R$ 22.500,00 
De 1.800.000,01 a 3.600.000,00 14,7% R$ 85.500,00 
De 3.600.000,01 a 4.800.000,00 30% R$ 720.000,00 

Anexo III do Simples Nacional 2018 

Referese às empresas que oferecem serviços de instalação, reparos e manutenção, além de agências de viagens, escritórios de contabilidade, academias, laboratórios, empresas de medicina e odontologia:  

Receita Bruta Total  Alíquota  Qual Valor a Ser Descontado   
Até R$ 180.000,00 6% 
De 180.000,01 a 360.000,00 11,2% R$ 9.360,00 
De 360.000,01 a 720.000,00 13,5% R$ 17.640,00 
De 720.000,01 a 1.800.000,00 16% R$ 35.640,00 
De 1.800.000,01 a 3.600.000,00 21% R$ 125.640,00 
De 3.600.000,01 a 4.800.000,00 33% R$ 648.000,00 

Anexo IV do Simples Nacional 

Refere-se às empresas que fornecem serviço de limpeza, vigilância, obras, construção de imóveis e serviços advocatícios:  

Receita Bruta Total  Alíquota  Qual valor a Ser Descontado  
Até R$ 180.000,00 4,5% 
De 180.000,01 a 360.000,00 9% R$ 8.100,00 
De 360.000,01 a 720.000,00 10,2% R$ 12.420,00 
De 720.000,01 a 1.800.000,00 14% R$ 39.780,00 
De 1.800.000,01 a 3.600.000,00 22% R$ 183.780,00 
De 3.600.000,01 a 4.800.000,00 33% R$ 828.000,00 

Anexo V Simples Nacional  

Destina-se a empresas que prestam serviço de auditoria, jornalismo, tecnologia, publicidade, engenharia e outros: 

Receita Bruta Total  Alíquota  Qual valor a Ser Descontado  
Até R$ 180.000,00 15,5% 
De 180.000,01 a 360.000,00 18% R$ 4.500,00 
De 360.000,01 a 720.000,00 19,5% R$ 9.900,00 
De 720.000,01 a 1.800.000,00 20,5% R$ 17.100,00 
De 1.800.000,01 a 3.600.000,00 23% R$ 62.100,00 
De 3.600.000,01 a 4.800.000,00 30,5% R$ 540.000,00 

Conhecendo e aplicando o fator R

As recentes mudanças nos tributos trouxeram para o Simples Nacional parcelamento o fator R, sempre utilizado para as empresas que se adequa ao anexo III ou anexo V e sua fórmula é a seguinte: Fator R = FP / RB 

Conclusão  

Trouxemos algumas informações e dicas para você que estava a procura sobre esse assunto, gostou do nosso conteúdo? Para saber mais acesse o nosso canal do Youtube.  

Escrito por

Lisandra Suellen

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NÓS ENCONTRAMOS OS CONTADORES MAIS ADEQUADOS DE ACORDO COM SUA NECESSIDADE

Para trocar de contador ou abrir empresa, basta relatar sua necessidade e nós te conectamos com até 4 orçamentos gratuitamente

Encontrar um contador